Criptoativos

Rede de exchange descentralizada é paralisada após possível ataque de US$ 5 mi

A DEX foi interrompida para manutenção de emergência enquanto os desenvolvedores investigam a extensão do ataque

Por  CoinDesk -

A rede da exchange descentralizada (DEX) Osmosis foi interrompida pelos seus principais desenvolvedores e validadores às 23:57 (horário de Brasília) de terça-feira (7) após o surgimento de uma ataque do tipo “exploit” que pode ter levado cerca de US$ 5 milhões a serem drenados dos pools de liquidez.

O bug foi trazido à tona por um membro da comunidade no subreddit Osmosis, embora o post tenha sido deletado pelo moderador do fórum.

O exploit veio à tona quando um usuário depositou fundos em um pool de liquidez antes de retirá-lo instantaneamente. O valor do saque foi involuntariamente 50% superior ao do depósito.

A equipe levou 12 minutos para interromper a rede depois que o ataque surgiu, de acordo com um post do Discord do analista da comunidade Osmosis, RoboMcGobo.

“Não posso especular sobre a causa do bug, um ETA na reinicialização da cadeia ou os pools que foram afetados porque simplesmente ainda não sabemos”, afirmou RoboMcGobo.

Em uma atualização no Twitter, a Osmosis escreveu: “Os pools de liquidez NÃO foram ‘completamente drenados’. Os desenvolvedores estão corrigindo o bug, avaliando o tamanho das perdas (provavelmente na faixa de US$ 5 milhões) e trabalhando na recuperação. Mais informações em breve”.

Osmosis é uma blockchain que é construída na estrutura Cosmos. Ela opera uma exchange descentralizada (DEX) que tinha US$ 11,8 milhões em volume diário de negociação antes da interrupção da cadeia.

O token Osmosis (OSMO) caiu 6,96% nas últimas 24 horas.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe