Acordou?

Receita líquida da LLX Logística cresce 2377% entre um ano e outro

Isso é uma sinalização que a empresa de logística de Eike Batista vai deixando de ser pré-operacional

SÃO PAULO – A LLX Logística (LLXL3) teve alta de 2377% de receita líquida entre o terceiro trimestre de 2011 e 2012, uma sinalização que a empresa de logística de Eike Batista vai deixando de ser pré-operacional, passando de R$ 712 mil os R$ 17,64 milhões – comunicou a empresa nesta quarta-feira (7). 

“O superporto do açu é um empreeendimento ainda em fase pré-operacional, no entanto os contratos comerciais com as empresas NOV, Technip, Intermoor, Subsea 7, OSX Brasil (OSXB3) e MPX Energia (MPXE3) já estão gerando receita”, afirma a companhia em relatório.

Mesmo com esses números, a empresa registrou prejuízo de R$ 4,9 milhões no 3º trimestre – uma forte queda de 60,67% frente ao que havia sido perdido no mesmo trimestre do ano passado. No total anual a companhia já perdeu R$ 20,94 milhões. 

“O terceiro trimestre de 2012 será lembrado como o período em que asseguramos os recursos necessários para a execução dos investimentos na construção da primeira fase do Superporto do Açu”, avaloa Otávio Lazcano, diretor presidente da LLX. A empresa também emitiu R$ 750 milhões em debêntures de 15 anos.