Urgente: Eduardo Bolsonaro é o novo líder do PSL na Câmara

Eduardo Bolsonaro é o novo líder do PSL na Câmara

Resultados do trimestre

Receita da Microsoft aumenta 19% e ações sobem mais de 4%

As ações fecharam o pregão regular em baixa de 5,29% cotadas a US$ 102.38

SÃO PAULO –  A Microsoft divulgou nesta quarta-feira (24) seus resultados do terceiro trimestre de 2018. A empresa apresentou uma receita de US$ 29,1 bilhões, 19% a mais do que o mesmo período do ano passado. O resultado surpreendeu o mercado e bateu as expectativas que eram de US$ 27,9 bilhões.

As ações fecharam o pregão regular em baixa de 5,29% cotadas a US$ 102.38, enquanto no after market na Nasdaq as ações sobem 4,75% para US$ 106.10 após o anúncio do resultado.   

O lucro líquido foi de US$ 8,8 bilhões, o que representa um aumento de 34% em relação ao mesmo trimestre de 2017.

PUBLICIDADE

“O resultado vem da nossa inovação e da confiança que os clientes depositam em nós para impulsionar sua transformação digital”, disse Satya Nadella, CEO da Microsoft, em nota oficial. “Estamos empolgados em ajudar nossos clientes a criar a capacidade digital de que precisam para prosperar e crescer, com um modelo de negócios que está fundamentalmente alinhado ao sucesso deles”

A empresa continua focando no crescimento de seus serviços de nuvem  e desafiando a Amazon Web Services – líder de mercado no segmento – com o Microsoft Azure, plataforma destinada à execução de aplicativos e serviços que usam essa tecnologia de nuvem. 

A Microsoft não divulgou qual a receita gerada pelo Azure traz, mas os analistas da consultoria Evercore estimaram que ela gerou mais US$ 7,74 bilhões no ano fiscal de 2018. Isso representaria 7% da receita anual total da empresa, segundo informações do site CNBC.

Uma das principais mudanças neste trimestre, segundo analistas, é que a Microsoft está começando a incluir receita do LinkedIn no seu resultado, que inclui produtos como o LinkedIn Recruiter, por exemplo, serviço que a empresa está fornecendo para a rede social por meio do Commercial Cloud. 

Em uma apresentação a investidores no mês passado, a Microsoft mostrou como a adição da rede social profissional à receita do Commercial Cloud para este ano aumentaria um valor de cerca de US$ 3,4 bilhões, refletindo um aumento próximo de 15%.

O maior segmento de negócios da empresa, o setor de computação pessoal (More Personal Computing), que inclui Windows, dispositivos, jogos e anúncios de busca – arrecadou US$ 10,7 bilhões em receita, um aumento de 15%. O segmento ficou acima da estimativa de consenso de mercado que era de US$ 10,18 bilhões.

PUBLICIDADE

Os analistas esperam um total de US$ 32,25 bilhões em receita para o próximo trimestre, o que implica um crescimento de 11,5%.

As ações da Microsoft caíram 8% no mês passado, mas ainda crescem 23% no acumulado do ano.  

Quer investir seu dinheiro em grandes empresas com corretagem ZERO? Abra sua conta na Clear.