Receios de hard landing derrubam bolsas norte-americanas

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

As bolsas norte-americanas fecharam o pregão desta sexta-feira em queda generalizada. O pessimismo entre os investidores pode ser creditado aos números divulgados pelo Federal Reserve referentes à produção industrial e capacidade utilizada no mês de novembro, que reacenderam as dúvidas quanto ao pouso suave da economia americana. Outro fator que derrubou os mercados foi o anúncio da Microsoft, logo após o encerramento do pregão de ontem, reduzindo em 5% suas expectativas de faturamento para o quarto trimestre, e admitindo estar sofrendo as conseqüências do desaquecimento do mercado de computadores pessoais.

O Dow Jones Industrial, índice que concentra os papéis das blue chips norte-americanas, fechou em queda de 2,25%, a 10.434,96 pontos. O destaque negativo ficou por conta da Microsoft (-11,37%), que acabou arrastando outras gigantes do mercado de computadores, como HP (-5,60%) e IBM (-5,00%). Outras fortes quedas ficaram para as ações da Intel (-7,65%), da Coca Cola (-6,14%) e Honeywell (-5,32%) Já dentre as empresas que fecharam o pregão em alta, estavam o JP Morgan (+1,31%), a Walt Disney (+1,29%) e a 3M (+1,07%).

O Nasdaq Composite, índice que concentra as empresas de tecnologia, fechou em baixa de 2,76%, a 2.653,33 pontos. Os destaques negativos da bolsa eletrônica foram Sun Microsystems (-3,94%), que teve seus papéis rebaixados de buy para attractive pelo banco de investimentos Bear Stearns, Cisco (-5,43%) e Qualcomm (-9,65%). Por outro lado, a segunda maior empresa de softwares, a Oracle, fechou em alta de 3,86%, após divulgar ontem que seu resultado no trimestre que termina em novembro ficou acima das expectativas. Outras duas empresas que também fecharam o dia em alta foram Broadcom (+5,01%) e Yahoo! (+3,13%) .

O S&P 500, índice que reúne as ações das 500 maiores empresas norte-americanas em valor de mercado, fechou em queda de 2,15%, a 1.312,15 pontos. Um dos destaques negativos foi a America Online (-2,08%), que cedeu às pressões da FTC (Federal Trade Comission) e concordou em abrir sua rede de cabos a terceiros para obter aprovação para sua fusão com a Time Warner. Dentre outras que também fecharam em queda estavam Polaroid (-9,57%) e Federal Express (-6,60%). Já os destaques positivos eram a fabricante de software Adobe (+8,94%), que, além de divulgar resultados acima dos esperados, afirmou que espera para 2001 um crescimento de 25% em seu faturamento. A seguir vinham Entergy (+3,67%), Chase Manhattan (+2,48%) e Nortel (+1,13%).

Compartilhe