Rebaixamento nos resultados das empresas derruba bolsas nos EUA

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

As bolsas norte-americanas operavam em queda até as 13h00 (horário de Nova York) desta sexta-feira, mais pelo rebaixamento de papéis por analistas do que pelos números relativos ao mercado de trabalho dos EUA no mês de dezembro. Segundo o Departamento de Comércio norte-americano, a taxa de desemprego do mês ficou em 4%, pouco abaixo dos 4,1% aguardados pelo mercado. Outro indicador divulgado hoje, desta vez não tão positivo, é o número de casas novas vendidas durante o mês, que ficou em 909 mil, bem abaixo do consenso de mercado de 925 mil unidades. Mas o pessimismo dos investidores parece ser muito mais resultado dos rebaixamentos de papéis importantes por analistas do que dos números divulgados pelo órgão governamental. Assim, os setores que apresentavam maiores quedas eram os de tecnologia, varejista, telecomunicações e financeiro, enquanto os setores farmacêutico e de bens de consumo conseguiam operar em alta.

O Dow Jones Industrial, índice que concentra as blue chips, operava em baixa de 1,77%, a 10.719,76 pontos. A 3M era a maior queda, com desvalorização de 6,41% após ter suas estimativas de lucro para 2001 reduzidas pela Lehman Brothers. A segunda maior baixa era da HP (-6,32%), que também teve sua expectativa de lucro por ação reduzida, desta vez pela Goldman Sachs. Outros destaques de baixa eram JP Morgan (-5,41%), Caterpillar (-5,65%) e Home Depot (-4,47%). Já entre os destaques positivos, vale citar as fabricantes de bens de consumo Procter & Gamble (+2,77%), Phillip Morris (+2,01%), Coca Cola (+1,63%) e Johnson & Johnson (+1,29%).

O Nasdaq Composite, índice que reúne os papéis das empresas do setor de tecnologia, apresentava desvalorização de 4,13%, a 2.460,73 pontos. Entre as empresas que se destacavam negativamente, Cisco Systems (-8,21%), JDS Uniphase (-7,44%), Sun Microsystems (-6,25%), Amazon (-6,05%) e Oracle (-4,22%). Por outro lado, a Microsoft, que amanhã apresentará seu novo console de videogame Xbox em uma feira de artigos eletrônicos de Las Vegas, operava em alta de 2,32%.

O S&P 500, índice que reflete o desempenho das ações das 500 maiores empresas dos EUA, operava em queda de 1,58%, a 1.312,28 pontos. Entre as empresas que mais se desvalorizavam, destaque para a varejista Nordstrom (-7,67%), após anunciar que os lucros do quarto trimestre serão bem menores que o esperado. Outra varejista que operava em baixa era a Wal Mart (-2,89%), cujas estimativas tanto para 2000 quanto para 2001 foram reduzidas pela corretora Robertson Stephens. Por outro lado, os papéis da farmacêutica Bristol Myers (+3,17%), e das fabricantes de bens de consumo Colgate Palmolive (+3,00%) e Pepsico (+1,97%) eram negociados em alta.

Compartilhe