Rating soberano dos EUA está confortável, mas não garantido para sempre

Enquanto mercado teme rebaixamento, agências confirmam perspectiva estável, mas não descartam modificações

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Depois do rebaixamento do Japão e das perspectivas negativas para a nota do Reino Unido, o mercado volta-se para a situação dos Estados Unidos. Os gastos públicos com a crise econômica preocupam e trazem o temor de redução da nota da maior economia do mundo.

Steven Hess, analista da Moody´s, acredita que o rating soberano da maior economia do mundo – “AAA” – está confortável, mas não garantido para sempre, uma vez que há pressões sobre as perspectivas de longo prazo da nota.

Apesar dos rumores e temores, a Moody´s reiterou suas perspectivas positivas para o rating norte-americano, assim como a S&P (Standard and Poor’s).

Exagero do mercado?

Aprenda a investir na bolsa

Para a S&P, este medo do mercado quanto ao rebaixamento do rating norte-americano é prematuro, mas não é infundado, uma vez que a nota do Reino Unido já foi colocada em perspectiva negativa pela própria agência.

Já Bill Gross, CEO da Pimco, acredita no rebaixamento. Em entrevista à agência Bloomberg na última quinta-feira (21), afirmou que os Estados Unidos irão perder seu “AAA” uma hora e o mercado já está antecipando o fato.