Destaques corporativos

Radar: YPF pode fazer oferta por ativos da Petro; BB nega financiamento do Itaquerão

Hering pagará R$ 21 milhões em juros sobre capital próprio e Brasil Foods entra na disputa pelo mercado de sucos

*Atualizada às 10h30 (horário de Brasília)

SÃO PAULO – Mesmo após a Uniao Europeia chegar a um acordo histórico para a criação de um supervisor bancário único, destinado à maioria dos bancos da zona do euro, o mercado mostra mais um pregão negativo na bolsa paulista nesta quinta-feira (13). 

Além de uma agenda econômica cheia, o mercado segue o noticiário corporativo movimentado. A YPF anunciou que pode fazer uma oferta por qualquer ativo que a Petrobras (PETR3; PETR4) queira vender na Argentina, disse a Bloomberg. A estatal comentou em junho que tenta levantar até US$ 14,8 bilhões com a venda de ativos e reestruturação de suas descobertas de petróleo.

Ainda relacionado sobre a petrolífera, o governo anunciou, em evento realizado na França, que pode interferir para diminuir os preços do gás. No entanto, a queda no preço exigiria ajustes na produção e medidas na Petrobras, principal produtora de gás nacional.

BB nega proposta da Odebrecht para Itaquerão
Ainda entre os destaques, o Banco do Brasil (BBAS3) negou a proposta da Odebrecht para intermediar o financiamento de R$ 400 milhões que seria dado à empreiteira pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para financiar obras da Arena Corinthians, o Itaquerão, apontou reportagem do Valor Econômico. 

Brasil Foods entra na disputa pelo mercado de sucos
A Brasil Foods (BRFS3), líder no segmento de carnes processadas com as marcas Perdigão e Sadia, vai encerrar o ano com duas novidades. A mais imediata é a sua entrada no mercado de sucos, com o lançamento da marca Hidra.

Além disso, 2013 promete ser um ano do reposicionamento da marca Perdigão no mercado, depois de um período de ajustes relacionados à fusão entre Sadia e Perdigão, que culminarão, em 31 de dezembro com a incorporação da Sadia e de suas 280 filiais pela Brasil Foods.

Iguatemi compra participação no Iguatemi São Carlos
A Iguatemi (IGTA3) comunicou a aquisição de 5% no Shopping Iguatemi São Carlos, situado na cidade de São Carlos, no interior do estado de São Paulo. O valor da transação será de R$ 3,129 milhões, sendo R$ 625,86 mil pagos à vista e o restante pago em quatro parcelas R$ 625,86 mil em quatro parcelas mensais e sucessivas, com a primeira vencendo em 15 de dezembro deste ano.

M. Dias Branco deve incorporar Moinho Santa Lúcia
A M.Dias Branco (MDIA3) comunicou ao mercado que intenção de incorporar o Moinho Santa Lúcia. A operação, no entando, ainda deverá ser deliberada pelos acionistas de ambas as empresas envolvidas, o que deverá ocorrer em 28 de dezembro. 

PUBLICIDADE

Se aprovada, a incorporação será efetivada tomando-se por base o valor patrimonial de R$ 10,5 milhões. Vale lembrar que em função dessa operação, as 10,4 milhões de quotas que representam o valor social da Santa Lúcia e que pertencem à M.Dias Branco serão extintas.

Hypermarcas aprova incorporação de ações da Braga Holding
Já na noite da véspera, a Hypermarcas (HYPE3) aprovou a cisão parcial das ações da Braga Holding, seguida por sua incorporação.

Em comunicado, a empresa explica que o capital da Braga Holding será subscrito pelos atuais acionistas da companhia, proporcionalmente às participações por eles detidas na companhia. Estima-se que o capital social da Braga Holding equivalerá a R$ 15,2 milhões. 

Hering pagará R$ 21 milhões em juros sobre capital próprio
A Hering (HGTX3) informou que seu Conselho de Administração aprovou o pagamento de juros sobre capital próprio no valor de R$ 21.020.659,07, correspondente a R$ 0,128 por ação.

A partir de hoje, as ações da companhia serão negociadas na condição “ex” juros. O pagamento irá ocorrer no próximo dia 21 de dezembro, utilizando como base de cálculo a posição acionária de hoje. 

JSL aprova emissão de ADRs
A JSL (JSLG3) aprovou, em reunião realizada com o conselho de administração, a emissão de ADRs (American Depositary Receipts) nível 1, sem emissão de novas ações.  

A instituição depositária será o Deutsche Bank Trust Company Americas e a instituição Custodiante o Banco Bradesco. 

Oi conclui venda de três imóveis no valor de R$ 299,705 milhões
A Oi (OIBR3; OIBR4) informou que encerrou a primeira etapa do projeto de monetização de imóveis. De acordo com a companhia, três imóveis não reversíveis foram alienados no valor de R$ 299,705 milhões. Esta quantia foi recebida integralmente à vista pela companhia, informou a Oi.

PUBLICIDADE