Destaques corporativos

Radar: Mantega puxa alta de Petrobras; CSN e Vale caem forte

Usiminas lidera ganhos do Ibovespa; BB contrata sete bancos para liderarem IPO de US$ 5 bi

*Atualizada às 14h55 (horário de Brasília)

SÃO PAULO – O Ibovespa dá sequência ao desempenho positivo visto na véspera e registra alta de 0,62%, aos 60.833 pontos, na sessão desta quarta-feira (19), enquanto as negociações para evitar o abismo fiscal nos Estados Unidos se aproximam do fim. 

Entre os destaques corporativos, uma das responsáveis por esse desempenho da bolsa é a Petrobras (PETR3; PETR4), cujas ações figuram entre as maiores altas do Ibovespa às 14h55 (horário de Brasília). Os papéis ordinários da estatal sobem 3,19%, aos R$ 21,05, enquanto os preferenciais avançam 3,42%, sendo cotadas a R$ 20,86.

As ações da companhia refletem o anúncio do ministro da Fazenda, Guido Mantega, de que haverá aumento do preço da gasolina em 2013, “como ocorre todo o ano”. Mantega, porém, não informou quando acontecerá o aumento no preço do combustível e o percentual de correção da gasolina. 

Em relatório, a XP Investimentos já avaliado o movimento como necessário para que a Petrobras consiga gerar um forte fluxo de caixa para equalizar seus elevados dispêndios de capital. “Ressaltamos que um reajuste na ordem de 5% tem um impacto superior a 10% na última linha do resultado da companhia. Neste sentido, caso a notícia venha a se confirmar, é necessário entender a magnitude do reajuste”, avaliou. 

Ainda em relação à empresa, a Petrobras pretende economizar até R$ 32 bilhões entre 2013 e 2016, segundo metas do Procop (Programa de Otimização de Custos). 

Usiminas lidera ganhos embalada por anúncio de Mantega
Ainda nos principais destaques acionários deste pregão, as ações da Usiminas (USIM3; USIM5) lideram os ganhos do índice – as ordinárias sobem 1,59%, aos R$ 13,39, e as preferenciais avançam 2,76%, aos R$ 12,66.  

Os papéis ganham força no mesmo dia que é esperado por mais um anúncio do Mantega sobre desoneração da folha de pagamento para novos setores. Especialistas apontam que o setor siderúrgico seja beneficiado

Apesar de  2 multas “pesadas” em 1 semana, ações da CSN minizam perdas
Já as ações da CSN (CSNA3), que chegaram a cair mais de 3%, minizam as perdas e operam com baixa de 0,33%, aos R$ 12,17, depois que o governo do Rio de Janeiro informou que a empresa terá que pagar multa pesada por vazamento de óleo em rio. O anúncio veio uma semana após a empresa ter sido multada em R$ 881 mil por descumprimento de acordo ambiental no estado de Santa Catarina.

PUBLICIDADE

Segundo a secretaria do Rio, a companhia descumpriu alguns itens acordados em um Termo de Ajuste de Conduta, firmado pela empresa com a secretaria e o Inea (Instituto Estadual Ambiental) em 2010. O valor da multa deve ser anunciado às 14h pelo secretário Carlos Minc, em entrevista à imprensa.

Ações da Vale caem após empresa assumir perdas em disputa fiscal na Suíça
As ações da Vale (VALE3, -1,70%, R$ 42,09; VALE5, -1,17%, R$ 40,52) registram queda nesta sessão, no dia no qual a empresa revelou que concordou em pagar para encerrar uma disputa tributária com autoridades suíças.

A disputa envolvia uma redução de carga tributária concedida à Vale em 2006 e diferenças de interpretração – as autoridades aprovaram uma isenção de 60% do imposto de renda corporativo à Vale International, porcentagem que poderia chegar a 80% se algumas condições de investimentos e contratação de empregados fossem cumpridas. 

Grupo Pão de Açúcar fechará ano com investimento perto de R$ 1,8 bi
O Grupo Pão de Açúcar (PCAR4) deve encerrar 2012 com investimentos ao redor de R$ 1,8 bilhão, em linha com o previsto pela varejista no início do ano. Os papéis da companhia caem 1,67%, sendo cotados a R$ 91,35.

“Temos bastante clareza em atingir os ‘guidances’ traçados para este ano… o investimento está muito perto de 1,8 bilhão (de reais)”, disse o diretor de relações corporativas e de relações com investidores do grupo, Vitor Fagá, em encontro com analistas e investidores.

BB contrata sete bancos para liderarem IPO de US$ 5 bi
O Banco do Brasil (BBAS3) contratou sete bancos para liderar a emissão pública de ações de R$ 5 bilhões de sua unidade de seguros e previdência, segundo informou quatro fontes ligadas ao assunto a agência de notícias Bloomberg.

Depois de considerar 18 propostas, a instituição escolheu o JPMorgan Chase & Co, Citigroup Inc., Bradesco SA , Banco Itaú BBA, Grupo BTG Pactual, Banco Plural SA, Banco Múltiplo e o próprio Banco do Brasil para liderarem o IPO (Initial Public Offering) de sua unidade de seguros e previdência – o maior realizado no Brasil desde outubro de 2009.

No embalo do anúncio do IPO da unidade de seguros e previdência, as ações da instituição lideram os ganhos do Ibovespa, com alta de 4,61%, aos R$ 24,04. 

PUBLICIDADE

Marfrig e Souza Cruz nas maiores quedas
Já na ponta negativa do índice, as ações do Marfrig (MRFG3) caem 2,39%, aos R$ 8,56, seguidas pelos papéis da Souza Cruz, que operam com desvalorização de 1,89%, aos R$ 31,64. Na sequência, aparecem os ativos da Sabesp (SBSP3), com queda de 1,83%, aos R$ 84,33. 

Ações da Gradiente dispara mais de 13% em 2 dias
Por sua vez, fora do índice, as ações da Gradiente (IGBR3) disparam pelo terceiro dia consecutivo, refletindo o lançamento do celular com nome IPHONE. Na véspera, a empresa anunciou o início das vendas do primeiro modelo dessa linha de smatphones. 

Os papéis da companhia avançavam 6,93%, aos R$ 10,80, e atingiram na máxima do dia alta de 8,91%, sendo cotadas a R$ 11,00. Desde a véspera, os ativos disparam 13,56%.

Renova Energia recebe empréstimo-ponte de R$ 300 milhões do BNDES
O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) aprovou empréstimo-ponte de 300 milhões de reais à Renova Energia (RNEW11), informou a empresa de energia renovável do grupo Cemig (CMIG4).

O empréstimo apoiará a implementação de 15 parques eólicos que comercializaram energia no leilão de reserva LE 2010 e no leilão de energia nova A-3 de 2011, segundo comunicado ao mercado.

Marisa planeja investir R$ 210 milhões em 2013
A Lojas Marisa (AMAR3) anunciou que planeja investir R$ 210 milhões no próximo ano. Segundo a companhia, serão inauguradas 51 novas lojas em 2013 e a relação dívida líquida e Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) alvo para o mesmo período é de 1 vez.

Bradesco propõe R$ 2,054 bilhões em juros sobre capital extras
O Bradesco (BBDC4) vai propor pagamento aos acionistas de R$ 2,054 bilhões em juros sobre capital próprio complementares. A proposta equivale a R$ 0,51 por ação ordinária e R$ 0,56 por preferencial. Os beneficiados serão acionistas inscritos na base do banco em 21 de dezembro e o pagamento, caso aprovado, será em 7 de março, deduzido de imposto de renda de 15 por cento.

Valid emitirá R$ 130 milhões em debêntures
O Conselho de Administração da Valid (VLID3) aprovou a emissão de R$ 130 milhões em debêntures não conversíveis em ações.

PUBLICIDADE

Esta será a terceira vez que a companhia emite debêntures simples, em série única e com garantia firme de subscrição.