Radar InfoMoney

Localiza (RENT3) próxima de vender ativos para Ouro Verde; notícias de Petrobras (PETR4) e Eletrobras (ELET3) e mais destaques

Confira os destaques do noticiário corporativo na sessão desta sexta-feira (3)

Por  Equipe InfoMoney -

O noticiário corporativo desta sexta-feira (03) tem como destaque o início do período de reserva para investidores na oferta de ações da Eletrobras (ELET3;ELET6). Além disso, Furnas, controlada da Eletrobras, integralizou 5,4 bilhões de ações ordinárias, no valor de R$ 681 milhões.

O Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) aprovou recomendação de qualificação da Petrobras (PETR3;PETR4) na carteira do PPI, com o objetivo de iniciar os estudos de uma eventual privatização da estatal.

A Camil (CAML3) informou ajustes no valor de juros sobre capital próprio (JCP) a serem pagos aos acionistas.

Já a Localiza (RENT3) está próxima de fechar um acordo para vender cerca de R$ 3,5 bilhões em ativos para a concorrente Ouro Verde, segundo pessoas a par do assunto ouvidas pela Bloomberg.

Confira os destaques:

Localiza (RENT3) e Unidas (LCAM3)

As empresas de locação de veículos e gestão de frotas Localiza e Unidas disseram nesta sexta-feira que vêm mantendo tratativas com um fundo administrado por afiliadas da gestora canadense de ativos Brookfield Asset Management para venda de ativos por cerca de R$ 3,5 bilhões.

Localiza e Unidas afirmaram que estão em negociações paralelas com outros interessados nos ativos e destacaram que não há documento vinculativo assinado com nenhum dos candidatos, de acordo com fato relevante conjunto ao mercado.

A venda é de ativos de aluguel de veículos e comercialização de seminovos de uma controlada da Unidas. A operação foi acertada como uma condição para aprovação da fusão entre Localiza e Unidas pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Na quinta-feira, a Bloomberg disse que Localiza e Unidas estavam perto de vender R$ 3,5 bilhões em ativos à rival Ouro Verde. A Ouro Verde é controlada pela Brookfield.

O presidente-executivo da Ouro Verde, Cláudio Zattar, não quis comentar em março, quando a Brookfield anunciou investimento adicional de US$ 60 milhões na empresa, potenciais negociações para a compra de ativos no âmbito do acordo de Unidas e Localiza com o Cade, afirmando que a decisão seria do acionista, a Brookfield.

A fusão entre Localiza e Unidas, respectivamente as duas maiores empresas do país em locação e gestão de frotas de veículos, foi aprovada por maioria no tribunal do Cade em dezembro de 2021, mediante acordo que prevê venda “significativa” de ativos, incluindo a marca Unidas.

Eletrobras (ELET3;ELET6)

Nesta sexta-feira (3), começa o período de reserva para investidores na oferta de ações da Eletrobras. A operação poderá movimentar até R$ 35 bilhões e o governo poderá resultar em uma diluição do capital do governo na empresa, para menos de 50%. O preço da ação vai ser fixado na semana seguinte, em 9 de junho.

A Eletrobras ainda informou que Furnas integralizou as 5.494.950.237 ações ordinárias que subscreveu em 31 de maio de 2022, no valor de R$ 681 milhões, em decorrência do exercício integral de seu direito de preferência no âmbito do aumento de capital de Madeira Energia S.A. (“MESA”), conforme aprovado em assembleia geral extraordinária de MESA realizada em 29 de abril de 2022.

“Como já informado, a controlada Furnas informou à Companhia que entende que deverá receber a comunicação de MESA com relação às sobras de ações decorrentes de tal aumento de capital de MESA de forma a subscrevê-las até 7 de junho de 2022 e, consequentemente, integralizá-las em até dois dias úteis contados da data de subscrição”, apontou a companhia.

Petrobras (PETR3;PETR4)

O Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) aprovou na quinta a recomendação de qualificação da Petrobras (PETR3;PETR4) na carteira do PPI, com o objetivo de iniciar os estudos de uma eventual privatização da estatal.

O Itaú BBA avalia como neutra inclusão da petroleira na carteira para estudos de privatização.

Apesar de ser o primeiro marco no caminho de desbloqueio de valor para a empresa, analistas do banco não esperam que o mercado atribua alta probabilidade a esse cenário por enquanto, visto que este é apenas o primeiro passo de um amplo processo de privatização da empresa.

“À luz de experiências recentes com outras empresas e considerando a alta sensibilidade política da Petrobras, prevemos um longo e árduo caminho de construção de apoio político e social para uma eventual aprovação pelo Congresso”, afirmam.

Camil (CAML3)

A Camil (CAML3) informou que o valor bruto unitário por ação ordinária foi ajustado de R$ 0,069680254 para R$ 0,069719118.

Terão direito ao JCP todos os acionistas detentores de ações ordinárias de emissão da companhia no encerramento dos negócios na B3, em 1º de junho de 2022.

Os JCP serão pagos no dia 10 de junho de 2022.

Vale (VALE3)

O Conselho de Administração da Vale deliberou sobre a composição do Comitê de Auditoria da companhia, com
mandato previsto até 2023, informou a mineradora na véspera.

Foram eleitos os seguintes membros: Manuel Lino Silva de Sousa Oliveira, Murilo César Lemos dos Santos Passos e Rachel de Oliveira Maia, membros independentes do Conselho de Administração da Vale;  Luciana Pires Dias e Sergio Ricardo Romani, ambos especialistas externos com participação no comitê desde sua instalação, em março de 2020.

Dois membros do Comitê de Auditoria são especialistas em contabilidade e auditoria: Sousa Oliveira e Sergio Ricardo Romani. Oliveira segue como coordenador do comitê.

O Comitê de Auditoria da Vale é um órgão estatutário de assessoramento ao Conselho de Administração e tem como objetivo supervisionar a qualidade e a integridade dos relatórios financeiros, a aderência às normas legais, estatutárias e regulatórias, a adequação dos processos relativos à gestão de riscos e as atividades dos auditores internos e independentes.

Banco Pine (PINE4)

O Banco Pine (PINE4) autorizou operações de troca de resultados de fluxos financeiros futuros (total return equity swap) para proteção de balanço.

Carrefour Brasil (CRFB3)

O Carrefour comunicou como será a composição de seu novo Comitê Executivo (Comex), após o fechamento da operação da incorporação do Grupo Big Brasil, ainda não concluída. O Comex será ampliado para 12 executivos, que responderão diretamente ao presidente.

Em comunicado ao mercado, o Carrefour informa que a futura composição terá um equilíbrio entre profissionais do Grupo Carrefour Brasil, colaboradores do Grupo Big e executivos do mercado. A participação de mulheres no topo da liderança também será ampliada, passando a representar 33% do total dos executivos, contemplando áreas corporativas e áreas de negócio.

A nova estrutura terá, ainda, duas cadeiras transversais: Digital e Transformação, a fim de dar mais agilidade e simplicidade aos processos internos.

“Queremos construir uma nova empresa que seja fundamentada nas fortalezas dos dois grupos. O novo Comex materializará a nossa decisão de fazer uma integração verdadeira e não apenas uma aquisição”, destaca a presidente do Grupo Carrefour Brasil, Stephane Maquaire, em nota à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Segundo ela, a nova estrutura também refletirá o quanto a empresa está comprometida com o processo de simplificação, agilidade e digitalização, “trazendo cada vez mais a experiência do cliente para o centro das nossas ações”.

Stone (STNE:Nasdaq)

A empresa de pagamentos StoneCo informou nesta quinta-feira que teve prejuízo líquido de R$ 313 milhões no primeiro trimestre, revertendo resultado positivo de R$ 158 milhões registrado um ano antes.

Em termos ajustados, a companhia brasileira listada na Nasdaq teve lucro de R$ 132,2 milhões no período, queda de 29,4% no comparativo anual.

A StoneCo também informou no relatório que vendeu 21,5% da participação que tinha no Banco Inter (BIDI11), aproveitando opção oferecida na reestruturação do grupo. A empresa tinha até quarta-feira 4,97% do capital do Inter.

A companhia anunciou que sua receita do primeiro trimestre somou R$ 2,07 bilhões, aumento de 138,6% ante mesma etapa do ano passado. A previsão da StoneCo para o período era de aumento de 119%.

A empresa também previu nesta quinta que sua receita do segundo trimestre será de R$ 2,15 bilhões a R$ 2,2 bilhões, aumento de 154,1% sobre um ano antes.

(com Estadão Conteúdo e Reuters)

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe