Radar: comece o pregão sabendo as novidades do cenário corporativo

Embora bolsas globais operem sem tendência, Ibovespa futuro indica abertura positiva; criação da BRF continua em foco

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Mercados futuros de Wall Street em alta, bolsas europeias em baixa. É assim que a quarta-feira (20) começa, com os investidores de olho no cenário corporativo e esperando a publicação da ata da última reunião do Federal Reserve.

Ignorando a indefinição do mercado acionário global, o humor em relação às commodities continua positivo. Tanto as cotações dos metais industriais quanto as do petróleo registram alta nesta manhã. Em relação ao último, os investidores aguardam otimistas a divulgação dos estoques norte-americanos, com previsões de queda em 1,15 milhão de barris.

Acompanhando o maior apetite ao risco e a alta das commodities, o Ibovespa futuro indica uma abertura positiva no mercado doméstico, operando em alta de 0,91%. Na pauta há a expectativa pela divulgação da nova projeção para o PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro de 2009. Na última sessão, o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, afirmou que a estimativa deve ficar em torno de 0,7%.

Fusões e Aquisições

Aprenda a investir na bolsa

Não importa se a fusão entre a Perdigão (PRGA3) e a Sadia (SDIA4) já era esperada. Com a confirmação do fato, vêm as reações do mercado. Refletindo a operação, a agência de risco Standard & Poor’s colocou os ratings da Perdigão em CreditWatch (análise de crédito) negativo e os da Sadia em CreditWatch positivo.

Venda de participação

Confirmando rumores, a Bradespar (BRAP4) informou na noite de terça-feira (19) a venda de 16,6 milhões de ações ordinárias de emissão da CPFL, correspondentes a 3,459% do capital social da empresa, pelo valor de R$ 531,2 milhões.

Enquanto a Ativa Corretora afirma que o fato deve repercutir positivamente sobre os papéis da Bradespar, a venda das ações da CPFL pressionou seu desempenho no último pregão, levando os papéis a despencarem 5,68%.

Dados operacionais

A Randon (RAPT4) comunicou nesta manhã que a receita líquida consolidada no mês de abril de 2009 atingiu R$ 199,3 milhões, com uma queda de 23% em relação ao mesmo mês do ano passado.

Conforme informações da companhia, no acumulado dos quatro primeiros meses do ano, a receita líquida ficou em R$ 736,6 milhões, o que também corresponde a um recuo de 23,2% em relação ao início de 2008.

Mudança de código

Por fim, cabe lembrar que a partir desta sessão os códigos de negociação das ações ordinárias do Itaú Unibanco mudarão de ITAU3 para ITUB3 e das ações preferenciais de ITAU4 para ITUB4.

PUBLICIDADE