Destaques Corporativos

Radar: Ambev anuncia plano de reestruturação; Petrobras recebe licença

Justiça determina reintegração de funcionários demitidos pela Gol; Abilio Diniz quer levar Pão de Açúcar ao Novo Mercado e ação da Equatorial é precificada a R$ 16

SÃO PAULO – Após o Ibovespa encerrar em alta de 1,44% na ultima sexta-feira,  a cautela deve dar o tom ao mercado nesta segunda-feira (10), com as negociações para evitar o abismo fiscal nos Estados Unidos em foco.

Na zona do euro, o primeiro-ministro italiano, Mario Monti afirmou no sábado que pretende deixar o cargo logo que o parlamento aprove a legislação orçamental para o próximo ano. Esta decisão surgiu no mesmo dia em que Silvio Berlusconi anunciou que vai se candidatar nas próximas eleições legislativas. Também no Velho Continente, a Grécia estendeu até terça-feira a operação de compra de dívida pública. O governo lançou a oferta há uma semana com prazo marcado até a última sexta-feira.

Abilio Diniz quer levar Pão de Açúcar ao Novo Mercado
Entre as notícias corporativas em destaque, o presidente do Conselho de Administração do Pão de Açúcar (PCAR4), Abilio Diniz, quer levar a maior rede varejista do país para o Novo Mercado da BM&FBovespa, ambiente que exige maior grau de governança corporativa, disse à Reuters nesta sexta-feira uma fonte a par do assunto.

Abilio, que em junho transferiu o controle do Pão de Açúcar para o grupo francês Casino, levará a proposta para reunião do Conselho na próxima sexta-feira, dia 14.

Ambev: proposta de reorganização societária
A Ambev (AMBV4) pretende realizar uma reorganização societária a fim de simplificar sua estrutura e ter apenas ações ordinárias, buscando assim reduzir custos operacionais e administrativos e aumentar a liquidez de seus papéis, anunciou a fabricante de bebidas na sexta.

A reestruturação acontecerá por meio da incorporação de seus papéis pela InBev Participações, controlada pela matriz Anheuser-Busch InBev. Com a incorporação, será criada a Ambev S.A., que substituirá a denominação da InBev Participações, e a empresa passará a ter apenas ações ordinárias negociadas na Bovespa – a AMBV3.

Oferta de ações da Equatorial Energia movimenta R$1,4 bi
A companhia elétrica Equatorial Energia (EQTL3) movimentou  R$ 1,4 bilhão em suas ofertas primária e secundária subsequentes de ações. O papel foi precificado a  R$ 16, quase 5% abaixo do preço de fechamento de quinta-feira, em uma operação coordenada pelo banco BTG Pactual.

Justiça determina reintegração de funcionários demitidos pela Gol
Além disso, a Justiça do Trabalho do Rio de Janeiro invalidou a demissão de 850 funcionários da Webjet anunciada pela Gol (GOLL4) em novembro deste ano, de acordo com nota no site do Ministério Público do Trabalho. 

Com a decisão dada em liminar pela 23a Vara do Trabalho, a Gol deverá reintegrar os trabalhadores à empresa, segundo a nota.

PUBLICIDADE

Petrobras obtém licença do Ibama para Sapinhoá
A Petrobras (PETR3PETR4) obteve uma das principais licenças ambientais aguardadas para a exploração do pré-sal da Bacia de Santos, de acordo com matéria publicada pelo Valor Econômico.

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) concedeu a licença de instalação (LI) para que a companhia avance no campo de Sapinhoá. 

BlackRock aumenta participação na Qualicorp e atinge 5,27%
Enquanto isso, a BlackRock – gestora responsável pela administração de US$ 3,56 trilhões de ativos ao redor do mundo – atingiu para 5,27% ou 13.901.144 ações ordinárias na Qualicorp (QUAL3).

A empresa entrou no MSCI (Morgan Stanley Capital International) na semana passada, mas viu suas ações pressionadas pela saída do Fundo BHCS, da Carlyle, que zerou sua participação acionária na empresa neste período. 

Copasa prepara primeira PPP em Minas Gerais
A mineira Copasa (CSMG3) está atenta às possibilidades fora de Minas Gerais e neste momento tem entre as prioridades o lançamento de sua primeira Parceria Público-Privada (PPP). 

Em entrevista ao Valor Econômico, o diretor-presidente da Copasa, Ricardo Simões, afirmou que a publicação do edital da PPP destinada à ampliação do sistema de abastecimento de água rio Manso deve ficar para o início de 2013.

Agrenco recebe autorização para voltar a vender energia
Por fim, a Agrenco (AGEN11) recebeu autorização na sexta-feira para voltar a produzir e vender energia após um juízo de recuperação judicial determinar à CCEE (Câmara de Comercialização de Energia Elétrica) a inclusão da companhia de agronegócio no cadastro das empresas que podem oferecer energia ao mercado via cogeração.