Radar: acompanhe algumas das principais oscilações na bolsa nesta quinta-feira

Ibovespa acompanha índices norte-americanos e opera em queda; indicadores e temporada de resultados seguem em pauta

Por  Thiago Salomão -

SÃO PAULO – Em dia de instabilidade nos negócios, o Ibovespa opera nesta tarde com queda de 0,89%, acompanhando a tendência dos índices norte-americanos. Apesar de indicadores econômicos dos EUA e novos resultados corporativos renovarem os sinais de recuperação, os mercados não conseguem resistir a um movimento de realização de ganhos por parte dos investidores.

Na pauta econômica, destaque para o Initial Claims, mostrando que o número de pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos ficou abaixo do esperado pelos analistas, registrando 502 mil novas solicitações – enquanto as projeções giravam em torno de 510 mil ordens.

Na esfera corporativa, a principal economia do planeta também ganha destaque com o resultado trimestral do Wal-Mart, que veio acima das expectativas dos analistas. Além disso, a oferta de US$ 2,7 bilhões da Hewlett-Packard para aquisição da 3COM Corp agita os investidores.

Resultados das large caps…

No âmbito interno, o calendário de resultados corporativos movimentado volta a agitar o mercado. Nesta quinta-feira (12), ganha destaque o lucro líquido de R$ 1,98 bilhão reportado pelo Banco do Brasil (BBAS3), 5,9% maior que o contabilizado no mesmo período de 2008. Suas ações avançam 2,15%, liderando os ganhos no Ibovespa. Vale destacar que o banco ainda anunciou a aprovação de lançamento de ADRs (American Depositary Receipts) no exterior.

A AmBev (AMBV4) vê seus papéis caírem 3%, após a empresa revelar um lucro líquido de R$ 1,21 bilhão, avanço de 3,8% frente ao reportado no terceiro trimestre do ano passado.

Já a TAM (TAMM4) conseguiu inverter o prejuízo divulgado no período entre julho e dezembro de 2008 ao lucrar R$ 348 milhões no mesmo período deste ano. Contudo, sua receita líquida e Ebtida (geração operacional de caixa) recuaram na mesma base comparativa. Os ativos da companhia aérea caem 3,87%.

O Pão de Açúcar (PCAR5) conseguiu registrar lucro líquido de R$ 171 milhões durante o terceiro trimestre deste ano, salto de 157% em relação ao mesmo período do ano passado. A receita líquida da rede de supermercados também subiu, ao passo que o Ebitda (geração operacional de caixa) veio praticamente em linha com o do ano passado. Os papéis da empresa registram perdas de 3,6%.

…e das small caps

Outra empresa que conseguiu reverter um resultado negativo no terceiro trimestre de 2008 foi a GP Investments (GPIV11), que entre julho e setembro deste ano contabilizou um lucro líquido de US$ 125,8 milhões. Já a MMX Mineração (MMXM3) trilhou trajetória oposta: encerrou o trimestre com perdas de R$ 27,2 milhões. As ações da primeira empresa avançam 0,76%, ao passo que os da segunda declinam 2,11%.

Seguindo tendências opostas, a Saraiva ( SLED4) reverteu os lucros de 2008 ao reportar um prejuízo de R$ 6,52 milhões, enquanto a Kepler Weber (KEPL3) encerrou o terceiro trimestre com lucro líquido de R$ 1,2 milhão, após apurar perdas de R$ 7,8 milhões no ano passado. Os ativos da livraria caem 3,29%, ao passo que os da Kepler sobem 2,86%.

Após reportar lucro de R$ 900 mil no terceiro quarto de 2008, a Eucatex ((EUCA4)) impressiona pelo crescimento de seu ganhos: mais de 19.000%. Enquanto isso, a lucratividade da Estácio Participações (ESTC3) teve uma modesta alta de 2,5%, atingindo a cifra de R$ 15,4 milhões. Seus papéis sobem 4,23% e 0,6%, respectivamente.

As ações da Copel (CPLE6) apresentam leve valorização de 0,46%. A empresa paranaense teve um lucro líquido em R$ 284,37 milhões, pouco abaixo do contabilizado no terceiro trimestre do ano passado.

Nova descoberta

A OGX Petróleo (OGXP3) continua agitando o noticiário corporativo ao anunciar novas descobertas. Desta vez, a companhia afirma ter detectado indícios de hidrocarbonetos no poço 1-OGX-2-RJS, localizado na parte sul da Bacia de Campos.

Vale lembrar que após o fechamento dos negócios na véspera, a empresa divulgou seu resultado trimestral, mostrando prejuízo líquido de R$ 117 milhões, menor do que o número visto no mesmo período de 2008. Suas ações operam bem próximo à estabilidade no pregão desta tarde.

Inclusão internacional

As ações da Lojas Renner (LREN3) apresentam a segunda maior valorização do Ibovespa, 1,29% nesta tarde. O forte desempenho é favorecido pela inclusão dos papéis da varejista no MSCI Emerging Markets Index, índice internacional que mede a performance de uma cesta de ações de países emergentes.

Compartilhe