Proventos

Grandes bancos brasileiros distribuíram R$ 58 bilhões em dividendos em 2019; Itaú lidera lista

Todos os grandes bancos tiveram uma rentabilidade superior à Selic em dividend yield no ano passado

SÃO PAULO – Os quatro grandes bancos brasileiros de capital aberto distribuíram R$ 58 bilhões em dividendos e juros sobre o capital próprio (JCP) em 2019, segundo levantamento da consultoria Economatica. O montante é próximo de todo o valor de mercado do Grupo Natura (NTCO3).

Além disso, é o maior valor em proventos já divulgado pelas instituições financeiras em toda a série histórica da Economatica, que se inicia em 2008.

PUBLICIDADE

Confira na tabela abaixo a evolução histórica da distribuição de proventos dos maiores bancos que atuam no País.

O Itaú Unibanco (ITUB4) foi o que mais distribuiu dividendos e JCPs no ano de 2019 com R$ 26,1 bilhões, seguido pelo Bradesco (BBDC3; BBDC4) com R$ 17,7 bilhões. No entanto, vale destacar que o maior crescimento percentual entre 2018 e 2019 foi do Bradesco, que aumentou em 173,8% sua entrega de proventos aos acionistas.

Vale destacar que o lucro líquido nominal dos quatro bancos juntos totalizou R$ 81,5 bilhões em 2019, maior valor já registrado historicamente. O Itaú teve lucro contábil de R$ 26,58 bilhões, enquanto o Bradesco lucrou R$ 22,58 bilhões no período (também considerando o lucro contábil, e não recorrente). Já o BB teve lucro de R$ 18,16 bilhões e o Santander, de R$ 14,18 bilhões.

Como o setor financeiro é caracterizado por lucros altos e resiliência a cenários macroeconômicos adversos, muitos investidores buscam as ações de bancos para montar uma estratégia baseada no recebimento de dividendos.

Vale lembrar, contudo, que a forma mais usual para avaliar se uma empresa paga bons proventos ou não é olhar o dividend yield, dado pela divisão do valor dos dividendos em um determinado período pelo preço da ação.

PUBLICIDADE

Leia também

Banco do Brasil aprova remuneração de R$ 1,24 bilhão aos acionistas; saiba como aproveitar

Dividendo de quase R$ 1 por ação do Itaú, lucro da Suzano e mais destaques do pós-fechamento

Bradesco propõe o pagamento de R$ 491 milhões em dividendos; saiba como aproveitar

O yield pode ser comparado então a taxas como o CDI ou a Selic para o investidor definir se vale a pena se manter posicionado naquele papel para receber proventos ou se seria melhor deixar o dinheiro na renda fixa.

Com isso em mente, elaboramos uma tabela comparando o dividend yield total de cada um dos grandes bancos em 2019. Lembrando que os dividendos anunciados recentemente referentes ao quarto trimestre não entram nessa conta, pois estão sendo distribuídos em 2020 e muitos ainda não chegaram sequer na”data-ex”.

EmpresaTickerDividend yield
Banco do BrasilBBAS35,49%
Bradesco ONBBDC36,46%
Bradesco PNBBDC46,23%
Itaú UnibancoITUB47,9%
SantanderSANB114,89%

Como aproveitar dividendos

O primeiro passo é preciso abrir uma conta em uma corretora de valores credenciada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Lembre-se que quanto menores os custos operacionais, maior será a sua rentabilidade, portanto dê preferência para corretoras que não cobram taxa pela corretagem de ações.

Uma vez com a conta aberta, basta transferir o dinheiro a ser investido de sua conta corrente para a conta da corretora e enviar uma ordem de compra de ações da empresa, informando a quantidade de ações que você deseja comprar.

PUBLICIDADE

Quer investir com corretagem ZERO na Bolsa? Clique aqui e abra agora sua conta na Clear!