Commodity

Produção de petróleo no País cai 0,8% em abril, segundo a ANP

Os resultados levaram a uma redução de 0,9% no volume total de óleo é gás produzido no País, que oscilou de 3,014 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed) para 2,988 milhões de barris

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

A produção total de petróleo e gás no País recuou pelo quarto mês consecutivo, segundo levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). A queda de óleo foi de 0,8% e a de gás chegou a 1,3%, em abril deste ano na comparação com o mês anterior. Os resultados levaram a uma redução de 0,9% no volume total de óleo é gás produzido no País, que oscilou de 3,014 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed) para 2,988 milhões de barris.

 

O volume produzido de petróleo em abril, de 2,394 milhões de barris, é equivalente à produção de outubro, segundo a autarquia. A queda se deveu às áreas do pós-sal, que registraram em abril 2,102 milhões de barris – o menor volume de produção desde abril de 2013, quando foi registrada produção de 2,036 milhões de barris.

Aprenda a investir na bolsa

 

A queda foi atribuída à piora no resultado das operadoras privadas. A Shell, segunda principal produtora em abril, registrou queda de 25% em relação aos seus resultados de março. Já a Statoil, terceira colocada no ranking de produção, teve queda de 60% na produção, segunda a ANP. A reguladora não indicou as razões das variações.

 

Nos últimos meses, a queda foi atribuída à parada de manutenção em unidades da Petrobras, que representa 94,3% do total da produção no País. Em maio, entretanto, a estatal registrou alta de 1,2% em sua produção decorrente “do crescimento da produção dos FPSOs Cidade de Mangaratiba, localizado em Iracema Sul, e Cidade de Ilhabela, no campo de Sapinhoá – ambos no pré-sal da Bacia de Santos”, segundo a empresa.

 

A melhora na produção do pré-sal sustentou os resultados de abril. A produção média foi de 715,1 mil barris de petróleo por dia, segundo os dados da ANP. Os poços de águas ultraprofundas também registraram produção de 27,1 milhão de metros cúbicos de gás natural por dia. No total, o pré-sal produziu 885,3 mil barris de óleo equivalente por dia, um aumento de 6,3% em relação ao mês anterior.

PUBLICIDADE

 

Na comparação anual, a produção de petróleo teve alta de 11,6% em relação ao volume produzido em abril de 2014. Já a produção de gás teve alta de 13,9% em relação ao último ano, segundo dados divulgados nesta tarde pela agência reguladora.

 

De acordo com a ANP, em abril houve queima de 3,7 milhões de metros cúbicos de gás por dia, uma redução de 3,4% em relação a março e de 21,1% em relação a abril de 2014. O aproveitamento de gás foi de 96,1%, segundo a autarquia.

 

O Campo de Roncador, na Bacia de Campos, foi novamente o de maior produção de petróleo, com uma média de 344 mil barris por dia. A plataforma P-52 foi a principal, com 17 poços e 163 mil barris de óleo equivalente por dia. Já para o gás, o campo de Lula, na Bacia de Santos, foi o maior produtor, com média de 14 milhões de metros cúbicos por dia.