Principais bolsas européias fecham em alta, impulsionadas pelos papéis de tecnologia

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

As principais bolsas européias fecharam em alta nesta segunda-feira, impulsionadas pelo bom desempenho da bolsa norte-americana Nasdaq, que registrou no pregão de sexta-feira forte elevação de 5,41% e hoje subia mais de 1,0% até o momento, e pela sinalização de que as eleições presidenciais norte-americanas estão definidas a favor do candidato republicano George W. Bush, declarado vencedor da eleição na Flórida.

Em Londres, o índice FTSE-100 apresentou alta de 0,74%, influenciado pelas ações das empresas de software Logica (+7,4%), Sema (+5,5%) e Sage (+4,7%), além do banco Alliance & Leicester (+7,2%). A empresa de mídia Pearson (+6,4%) e a companhia de telecomunicações Colt Telecom (+4,6%) também avançaram de forma significativa, assim como os papéis da seguradora Allied Zurich, que subiram 2,8%. Já a fabricante de cabos de fibra ótica Bookham Technology (-7,8%) e a varejista Tesco (-3,3%) foram os principais destaques negativos do pregão.

A Bolsa de Paris também fechou em elevação, com o índice CAC40 subindo 0,42%. As ações de tecnologia impulsionaram a bolsa francesa, com a empresa de consultoria tecnológica CAP Gemini e a fabricante de semicondutores STMicroelectronics avançando 4,8% e 2,8%, respectivamente. Outros bons desempenhos ficaram com as ações do banco Credit Lyonnais (+3,1%), da holding Lagardere (+3,0%) e a empresa de materiais de construção Bouygues (+1,9%). Por outro lado, a companhia de mídia Canal+ (-2,3%) e a varejista Carrefour (-2,2%), registraram as maiores quedas do dia.

Em Frankfurt, o índice DAX apresentava, às 14h45 do harário de Brasília, variação positiva de 0,84%, com as ações da Deutsche Telecom subindo 2,5%. A empresa de tecnologia Infineon Technology (+4,9%) e as montadoras Volkswagen (+4,1%) e BMW (+2,3%), também apresentavam altas consideráveis, enquanto a companhia aérea Lufthansa e o conglomerado Preussag avançavam 3,6% e 3,2%, respectivamente. Em contrapartida, a farmacêutica Schering (-5,5%) e a montadora Daimler Chrysler (-2,0%) apresentavam as principais baixas do pregão.

já em Madri, o índice IBEX 35 terminou o dia em queda de 1,04%, influenciado pelas ações da empresa de telecomunicações Telefónica (-2,4%) e dos bancos Bankinter (-2,1%) e BSCH (-1,3%).






































Outros Mercados: Milão MIB 30 -0,19 %
Amsterdã AMS Exchange +1,06 %
Zurique Swiss Market +0,75%
Lisboa BVL 30 -0,28 %
Moscou Moscow Times +2,53 %
Bruxelas BEL 20 -1,50 %
Estocolmo Stockholm General +1,03 %
Compartilhe