Bolsa

“Pressão compradora” faz Ibovespa reduzir perdas, mas queda ainda é forte

Bolsa reflete conturbado cenário político norte-americano na busca por uma solução pro abismo fiscal

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Depois de iniciar o último pregão antes do natal com forte queda nesta sexta-feira (21), o Ibovespa reduz um pouco as perdas por volta das 12h50 (horário de Brasília), recuando 1,17%, aos 60.558 pontos. “As principais ações do Ibovespa estão em patamar acima do preço de abertura, há uma pressão compradora no nosso mercado”, diz Leandro Martins, analista-chefe da Walpires Corretora.

O dia começou em queda por conta do conturbado cenário político norte-americano na busca por uma solução pro abismo fiscal. Na véspera, líderes republicanos decidiram cancelar a votação do Plano B de John Boehner, por entenderem que não teria apoio suficiente. A proposta envolvia aumentar impostos para salários acima de US$ 1 milhão, mas os democratas querem que os encargos maiores sejam para salários mais baixos.

Mais cedo na semana, Obama apresentou uma proposta para elevar os impostos para salários acima de US$ 400 mil. Se nenhum acordo for feito até o fim do ano, um pacote automático de US$ 600 bilhões entrará em vigor em janeiro e deverá levar o país à recessão.

Em comunicado, Boehner disse que agora é responsabilidade de Barack Obama trabalhar em conjunto com o líder do Senado Harry Reid em alguma legislação para evitar o abismo fiscal.  Enquanto isso, Jay Carney, porta-voz da Casa Branca, escreve em nota que o presidente Barack Obama vai trabalhar com o Congresso para conseguir um acordo e diz esperar por uma solução bipartidária rapidamente.

Por lá, o Personal Income, que acompanha a evolução da renda da população nos EUA, apresentou alta de 0,6%, enquanto o consenso dos analistas esperava alta de 0,3%. Em outubro, o índice apresentou avanço de 0,1%. Já o Personal Spending subiu 0,4% no período, enquanto o mercado projetava avanço de 0,3% Por sua vez, o núcleo do índice de preços PCE (Personal Consumption Expenditures) apresentou estabilidade.

B2W lidera perdas, Cemig apresenta maior alta
As ações da B2W Varejo (BTOW3) apresentam a maior queda do índice nessa sessão, com desvalorização de 3,25%. Mesmo assim, o papel ainda registra a maior alta do índice no ano: alta de 92,11%. As maiores baixas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód.AtivoCot R$% Dia% AnoVol1
 BTOW3 B2W VAREJO ON17,29-3,25+92,113,69M
 USIM3 USIMINAS ON13,40-3,04-21,541,15M
 CSNA3 SID NACIONAL ON11,67-2,83-18,1323,73M
 BRAP4 BRADESPAR PN31,70-2,82+3,505,63M
 OIBR3 OI ON9,16-2,76-10,682,00M

Enquanto isso, os papéis da Cemig (CMIG4) sobem 5,47%, atingindo os R$ 27,00. A segunda maior alta é da Eletropaulo (ELPL4), que sobe 1,54%, aos R$ 13,84. As maiores altas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód.AtivoCot R$% Dia% AnoVol1
 CMIG4 CEMIG PN27,00+5,47+5,58115,24M
 ELPL4 ELETROPAULO PN EJ N213,84+1,54-56,667,15M
 CESP6 CESP PNB18,16+0,67-42,658,00M
 UGPA3 ULTRAPAR ON44,57+0,50+42,694,13M
 SANB11 SANTANDER BR UNT EDJ N215,00+0,33+5,0311,05M
* – Lote de mil ações
1 – Em reais (K – Mil | M – Milhão | B – Bilhão)