Criptomoedas em queda

Preocupação com inverno cripto e colapso Luna/UST é exagerada, diz Bank of America

Rede Terra (Luna) colapsou porque priorizou adoção em massa no lugar da estabilidade de preços, disse o BofA

Por  CoinDesk

As preocupações com o chamado inverno das criptomoedas são infundadas, afirmou o Bank of America em nota.

Os investidores que se perguntam por que os ativos digitais não estão superando os tradicionais devem estar cientes de que o ecossistema de criptomoedas é uma “classe de ativos de tecnologia emergente e os tokens que alimentam o comércio do ecossistema são ativos de alto crescimento e risco especulativo”, escreveram analistas do segundo maior banco dos EUA.

Assim como os ativos tradicionais, os ativos digitais enfrentam um momento ruim com alta inflação e aumento das taxas de juros, além de crescente risco de recessão, disse o BofA.

O banco também abordou o recente colapso da stablecoin TerraUSD (UST), afirmando que preocupações com o risco de contágio dentro do ecossistema de criptomoedas e efeitos colaterais nos mercados financeiros tradicionais devido ao incidente são infundadas. Analistas afirmam, no entanto, que o caso provavelmente contribuiu para a recente volatilidade do Bitcoin (BTC).

O Bank of America acrescentou ainda que a UST é uma stablecoin algorítmica que não tem lastro em ativos tradicionais e que a perda de sua paridade mostra a sustentabilidade do mercado mais amplo de stablecoins, já que as maiores stablecoins mantiveram suas indexações com o dólar.

Para o BofA, o colapso da rede Terra se deveu à priorização da adoção da UST em relação à estabilidade de preços e, embora não esteja otimista com os planos de renascimento da moeda, ainda vê potencial para uma stablecoin algorítmica bem-sucedida.

Os especialistas do banco esperam que a regulamentação das stablecoins leve a maior conscientização sobre stablecoins algorítmicas, e não a uma proibição total, algo que seria improvável, prematuro e que poderia “retardar o crescimento do ecossistema”.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe