Preços de serviços corporativos têm maior alta em nove anos no Japão

Elevação de preços de serviços e aos produtores aumentam expectativas quanto aos preços aos consumidores e juros no país

Por  Equipe InfoMoney -

SÃO PAULO – Os preços praticados no setor de serviços corporativos japonês registrou, em maio, o maior aumento em mais de nove anos. Os números divulgados pelo Bank of Japan animaram o mercado e reacenderam a discussão em torno do futuro da taxa básica de juros do país.

Os preços cobrados por esta parte do setor de serviços, em atividades como de transportes e aluguéis, registrou uma elevação de 1,4% em maio (frente ao mesmo mês de 2006), sendo a maior elevação desde dezembro de 1997.

Além dos serviços no país, os preços praticados junto aos produtores também avançaram em maio. A inflação do setor de atacado japonês subiu 2,2%, impulsionado pela recente alta dos preços da energia e de commodities.

Preços aos consumidores e juros

Para os analistas, estes aumentos podem se traduzir em pressões e aumentos junto aos preços praticados junto aos consumidores, foco de grande preocupação do Bank of Japan no período atual, depois do índice registrar deflação neste início de 2007 (em abril registrou queda pela terceira vez seguida).

Atualmente o Japão pratica a menor taxa de juros entre os países industrializados, 0,5% ao ano, sob a justificativa de riscos de deflação no país, colocando os preços aos consumidores como referência. Sinais de economia forte e contenção de ameaças da deflação seriam os fatores essenciais para uma elevação nos juros básicos do país.

Os preços aos consumidores japoneses, o grande foco de atenção do mercado e do Bank of Japan, sairão nesta sexta-feira (29). A próxima reunião do BoJ será nos dias 11 e 12 de julho.

Compartilhe