Estados Unidos

PPI: preços ao produtor nos EUA sobem 0,8% em maio, em linha com o esperado

Consenso Refinitiv projetava alta mensal de 0,8% e anual de 10,9%; PPI acumulado em 12 meses desacelerou pelo 2º mês seguido

Por  Equipe InfoMoney -

O índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) dos Estados Unidos subiu 0,8% em maio na comparação com abril, segundo dados com ajustes sazonais publicados nesta terça-feira (14) pelo Departamento do Trabalho americano.

Nos 12 meses encerrados em maio, o PPI subiu 10,8%. Os dados vieram em linha com as expectativas do mercado, pois o consenso Refinitiv projetava uma alta mensal de 0,8% e anual de 10,9%.

O Departamento de Trabalho (BEA, na sigla em inglês) diz que quase dois terços da alta foi causada pela inflação de 1,4% nos preços dos bens de demanda final, enquanto a de serviços de demanda final subiu 0,4%. O órgão também revisou para baixo a alta de abril, de 0,5% para 0,4%.

Apesar de a inflação ao produtor no mês passado (0,8%) ter sido superior à de abril (0,4%), o PPI desacelerou pelo segundo mês seguido no acumulado em 12 meses: de 11,5% em março para 10,9% no mês seguinte e para 10,8% agora em maio.

Núcleo do PPI

A alta do núcleo do PPI, que exclui os preços de alimentos, energia e serviços comerciais, foi de 0,5% na base mensal e 6,8% na anual. O Departamento de Trabalho também revisou para baixo este dado de abril, de uma alta de 0,6% para 0,4%.

A inflação do núcleo do PPI de maio ficou ligeiramente abaixo do consenso do mercado — que era de uma inflação de 0,6%, segundo a expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal.

(Com Estadão Conteúdo)

Ainda não investe no exterior? Estrategista da XP dá aula gratuita sobre como virar sócio das maiores empresas do mundo, direto do seu celular – e sem falar inglês

Compartilhe