Impactos do conflito

Possível escassez de fertilizantes sem Rússia e Belarus é monitorada de perto pelo mercado agro nacional

Associação diz ser prematuro avaliar em profundidade o que muda e analistas apontam ações impactadas; Fertilizantes Heringer teve forte desempenho na B3

Por  Augusto Diniz

O poderoso agronegócio brasileiro depende de fertilizantes da Rússia e Bielorrússia – o primeiro responde por 25% das importações do insumo; o segundo, 5%. Ambos países são aliados na guerra contra a Ucrânia e maior fornecedor em conjunto do produto ao Brasil.

Os preços dos fertilizantes devem subir a curto prazo com o conflito e as restrições impostas aos países envolvidos e impactar o setor. O Bradesco BBI diz que o aumento corresponde entre 15% e 35% nos custos operacionais para os agricultores, podendo impactar os preços dos produtos agrícolas.

O banco, no entanto, identifica empresas no Brasil se beneficiando a curto prazo com inevitável alta das commodities como consequência da guerra, enquanto outras nem tanto.

Entre os favorecidos no curto prazo, estão a produtora de grãos e algodão SLC Agrícola (SLCE3), a varejista de insumos agrícolas 3Tentos (TTEN3), a produtora de açúcar e etanol São Martinho (SMTO3) e a processadora de arroz Camil Alimentos (CAML3). Elas se beneficiam uma vez que os preços das commodities por elas produzidas também sobem por conta da Rússia e da Ucrânia serem produtoras de grãos.

Contudo, se os preços altos de fertilizantes se estenderem por um período mais longo, algumas empresas agro também podem ser impactadas negativamente, conforme destacou a Ativa em análise recente, citando SLC e Brasil Agro (AGRO3).

“Vale lembrar que a volatilidade dos fertilizantes não costuma ter efeito de curto prazo no resultado dessas empresas, uma vez que elas costumam fazer a compra desses produtos com bastante antecedência. Atualmente, empresas como a SLC Agrícola e a Brasil Agro só teriam seus resultados significativamente impactados por essa volatilidade caso ela persistisse por um período mais longo”, diz a análise da corretora.

De acordo com a Ativa, caso a situação seja resolvida até o final deste ano, o risco ao mercado com fertilizantes tende a não se concretizar.

Leia também: 9 ações de empresas brasileiras de alimentos que podem ser impactadas pela guerra na Ucrânia

Entre as prejudicadas, que têm maior exposição aos custos de commodities, de acordo com o BBI, seriam a fabricante de biscoitos e massas M.Dias Branco (MDIA3), alimentos processados​​ BRF (BRFS3) e a cervejaria Ambev (ABEV3).

Em outra nota, o BBI destaca que a escassez de fertilizantes pode começar a impactar os volumes da Rumo (RAIL3) em 2022, mas em 2023 que a empresa poderia sofrer mais impacto com o risco de menor produção de grãos no Brasil.

Custo de energia é impedimento de aumento de produção local

O Bradesco BBI também analisou a busca do Ministério da Agricultura de alternativas para os fertilizantes com o impacto do conflito na Ucrânia. A possibilidade de aumentar as importações do Canadá, que também é um dos maiores produtores de fertilizantes do mundo e representa 10% do insumo importado para cá, é uma opção – o governo brasileiro já tem conversações com o país da América do Norte.

A instituição ainda observa que o alto custo da energia no Brasil é um desafio ao tentar desenvolver a produção local de fertilizantes. O governo federal pretende lançar no próximo dia 17 o Plano Nacional de Fertilizantes.

Basicamente, o projeto visa destravar a exploração e beneficiamento do potássio no Brasil, já que o mineral é um dos principais ingredientes do fertilizante agrícola. Cerca de 90% do potássio usado no País é importado.

Empresa brasileira de fertilizantes tem bom desempenho na Bolsa

Estudo da Economatica também sinalizou quais são os impactos no mercado de ações, ressaltando que a Fertilizantes Heringer (FHER3) foi a que teve o melhor desempenho na B3 de 23 de fevereiro até 2 de março.

Pelo levantamento da casa, no período, a ação ordinária da Heringer teve valorização de 25,45%. A Heringer opera no Brasil por meio de 19 unidades de produção, comercialização e distribuição de fertilizantes.

Em outra vertente, a Verde Agritech anunciou a aceleração de seus planos de investimentos em produção de fertilizantes potássicos em Minas Gerais, por conta do cenário.

A empresa, que já tem mina e fábrica em São Gotardo, no oeste mineiro, informa que uma segunda unidade deve iniciar produção no terceiro trimestre. A companhia pretende elevar a capacidade total de potássio para 3 milhões de toneladas ao ano. Uma terceira planta industrial pode ainda ter início de construção em 2023.

Entidade do setor diz que é prematuro avaliar impacto

Em nota, a Associação Nacional para Difusão de Adubos (Anda) informa “que é prematuro avaliar em profundidade os possíveis impactos ao agronegócio brasileiro”. A entidade acrescenta que o País possui atualmente estoque de fertilizantes para os próximos três meses.

A Anda destacou ainda que “o País importa cerca de 9 milhões de toneladas por ano de insumos para fertilizantes do Leste Europeu, ou seja, em torno de 25% de tudo o que compramos no exterior”.

A associação informou ainda na nota que o conflito na Ucrânia inibe temporariamente o fluxo de navios à região, acarretando dificuldades para transportar os insumos.

Embora diga que ainda é prematuro avaliar os possíveis impactos ao agronegócio brasileiro, a Anda destacou que já existem restrições bancária que causam dificuldades para o fluxo de pagamento entre as empresas privadas.

“Outra questão acompanhada com cautela pela Anda é a logística marítima, por conta das restrições que inibem temporariamente o fluxo de navios à região do conflito, acarretando dificuldades para transportar os insumos, como registrado nas operações no Mar Negro. Nesse sentido, o mercado está buscando soluções para cenários como os que estamos enfrentando”, comentou.

A Anda também esclareceu o setor de fertilizantes já encontrava restrições no caso do fornecimento vindo de Belarus em virtude das sanções econômicas impostas por União Europeia e Estados Unidos ao país desde outubro do ano passado.

“Dentre as sanções, a proibição do transporte de produtos bielorrussos, incluindo o potássio, pelo território da Lituânia impossibilita o acesso aos portos marítimos”, comentou.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe