Depois do Assaí

Possível cisão da Éxito: mais uma boa oportunidade para o Pão de Açúcar destravar valor na Bolsa

Analistas apontam que valor de mercado atual representa uma subavaliação do valor atribuído à unidade colombiana

SÃO PAULO – Mais um spin-off (cisão) está no radar do GPA, ou Grupo Pão de Açúcar (PCAR3) que, ainda com algumas diferenças, guarda muitos paralelos com a cisão do Assaí (ASAI3) no início de março de 2021.

De acordo com duas fontes ouvidas pela agência Reuters, o GPA está considerando se separar de sua unidade colombiana Almacenes Éxito, numa operação que entregaria ações da subsidiária aos acionistas do GPA, incluindo o francês Casino Guichard Perrachon.

Seria uma transação similar ao recente “spin off” da unidade de atacarejo do GPA, Assaí, e faria parte de uma estratégia do grupo francês Casino de simplificar sua estrutura na América Latina e aumentar o valor atribuído às suas empresas na região. O GPA tem mais de 97% do Éxito, que é listado na Colômbia, com um valor de mercado de cerca de US$ 1,5 bilhão. A empresa tem 515 supermercados na Colômbia e emprega 35 mil pessoas, além de controlar subsidiárias no Uruguai e Argentina.

Atualmente o GPA vale R$ 10,51 bilhões, considerando o último preço de fechamento de suas ações, ou seja, a participação do GPA no Éxito vale cerca de 70% de todo o valor de mercado da companhia.

Vale ressaltar que há alguns formatos para a transação que podem ser considerados: a distribuição das ações do Éxito aos atuais acionistas do GPA, como ocorreu com Assaí, não é possível. Está sendo estudada a possibilidade de listar Brazilian Depositary Receipts (ou BDRs, certificados de depósito de valores mobiliários emitidos no Brasil que representam valores mobiliários de emissão de companhias abertas com sede no exterior) da empresa na Colômbia, ou a migração de capital para uma bolsa de valores nos EUA e uma listagem posterior.

Cabe ressaltar que a recente cisão do Assaí do GPA resultou num aumento imediato de 10% do valor de mercado combinada. O Assaí atualmente vale R$ 22,59 bilhões, mais que o dobro do que o GPA.

A Levante Ideias de Investimentos aponta que o GPA pode ser visto como uma das empresas mais mal precificadas na Bolsa, se for considerar a participação detida no Éxito e também na Cnova, esta última listada na Europa. A somatória do valor de mercado de Éxito e Cnova, considerando a participação do GPA em cada uma já chega a mais de R$ 14 bilhões, quase 40% acima do valor de mercado total do GPA hoje.

Isso implica, avaliam os analistas da casa de research, que as operações brasileiras do GPA, com marcas fortes como Extra e Pão de Açúcar, tem valor negativo, mesmo com receita líquida de mais de R$ 30 bilhões anuais e geração de caixa operacional bilionário. Assim, mais uma possibilidade de destravar valor de mercado deve ser positiva para a companhia.

Para os analistas da Levante, um dos pontos que esbarram na correta precificação das ações da GPA é a liquidez das empresas subsidiárias e também na oscilação do câmbio, que adiciona uma volatilidade forte na conversão do valor de mercado em reais.

PUBLICIDADE

Na avaliação de Luís Sales, analista da Guide Investimentos, a operação deve destravar valor para os acionistas do GPA, cujo valor de mercado atual representa uma subavaliação do valor atribuído à unidade colombiana.

A Levante lembra ainda que o GPA já manifestou interesse em uma possível oferta secundária de ações da Cnova, que já notificou o mercado que estuda um follow-on (oferta de ações) na Europa, o que pode destravar parte do valor embutido na companhia, monetizando esse capital investido na varejista europeia. No caso do Éxito não há motivos para que esta participação seja precificada como um simples resultado de equivalência patrimonial, dado que nos resultados totais apresentados trimestralmente, o resultado completo de Éxito está incorporado ao do GPA, ressaltam.

De acordo com consenso da Refinitiv, de treze casas que possuem recomendação para o ativo PCAR3, nove possuem recomendação de compra e quatro possuem recomendação neutra.

(com informações da Reuters)

Analista oferece curso gratuito de como gerar renda extra na Bolsa. Inscreva-se no Desafio dos 5%.