Por causa do preço, 61% fazem manutenção do carro em locais independentes

Valores praticados pelo mercado independente chegam a ser quase quatro vezes menores que os das concessionárias

Por  Equipe InfoMoney -

SÃO PAULO – De acordo com um levantamento da Associação Nacional dos Fabricantes de Autopeças (Anfape), 61% dos brasileiros optam por fazer a manutenção e o reparo de seus veículos em mecânicas independentes.

O percentual se deve à disponibilidade de peças e aos preços atrativos praticados pelas empresas do mercado de reposição independente, que chegam a ser quase quatro vezes menores que os das concessionárias.

Direito de escolha

Segundo o presidente da Anfape, Renato Fonseca, a preservação do mercado de reposição de autopeças independente, que existe no país há mais de meio século, é fundamental para que o consumidor final não perca seu direito de escolha.

“Do contrário, quando precisa fazer reparos em seus veículos, o cliente fica refém das peças originais fornecidas por concessionárias e revendedores autorizados”, argumenta Fonseca.

Conforme aponta o presidente da Anfape, as duas mil indústrias do mercado independente de autopeças fabricam cerca de 200 mil itens para 400 modelos de veículos de todos os tipos, inclusive os que têm mais de 20 anos.

Impasse

Recentemente, a Associação apresentou uma representação contra três montadoras, acusando-as de abuso de direito. O argumento da entidade é que as empresas estão utilizando registros de desenho industrial dos componentes de seus veículos para impedir que o mercado independente produza e comercialize peças de reposição.

“Trata-se de uma conduta abusiva, que configura infração à ordem econômica brasileira. A Constituição Federal determina que se deve considerar a função social da propriedade, inclusive a intelectual. Quando deixa de agregar algo à sociedade, ou lhe promove algum prejuízo, esse direito sofre limitação”, afirmou o advogado da Anfape, Laércio Farina.

Compartilhe