Em mercados / politica

Partidos iniciam orientação de voto sobre relatório da reforma da Previdência

Os partidos estão orientando suas bancadas sobre como deverão votar. Até o momento, 9 partidos defenderam a aprovação da reforma e apenas o PSB se manifestou contrariamente.  No início do processo, partidos da oposição tentaram apresentar algumas questões de ordem, mas Marcelo Ramos não as acatou  

Comissão do impeachment - Câmara
(José Cruz/ Agência Brasil)

O presidente da Comissão Especial da reforma da Previdência, Marcelo Ramos (PL-AM), iniciou neste começo de tarde de quinta-feira, 4, o processo de encaminhamento da votação do relatório do deputado Samuel Moreira (PSDB-SP).

Os partidos estão orientando suas bancadas sobre como deverão votar. Até o momento, 9 partidos defenderam a aprovação da reforma e apenas o PSB se manifestou contrariamente.

No início do processo, partidos da oposição tentaram apresentar algumas questões de ordem, mas Ramos não as acatou.

O deputado Tadeu Alencar (PE), que falou pelo PSB, afirmou que a proposta mantém "as crueldades e é uma agressão ao direito dos mais pobres". Já o deputado Arthur Oliveira Maia (BA), que orientou pelo DEM, afirmou que seria "de fato, faltar ao Brasil" se a reforma não for aprovada.

"O Estado não conseguirá pagar se continuar nesse modelo. A reforma é para acabar com privilégios", disse.

Quer investir melhor o seu dinheiro? Clique aqui e abra a sua conta na XP Investimentos

 

Contato