Em mercados / politica

Vaza Jato tem impacto relevante sobre futuro político de Moro, mas baixo sobre governo Bolsonaro

Ex-juiz da Lava-Jato participa de audiência pública, nesta terça-feira, com parlamentares membros de três comissões da Câmara dos Deputados

Jair Bolsonaro e Sérgio Moro
(Reprodução Twitter/Sérgio Moro)

SÃO PAULO - Três semanas após o começo da divulgação de mensagens privadas trocadas com membros da força-tarefa da Operação Lava-Jato, o ministro Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública) ainda sofre com os efeitos políticos do episódio. Na avaliação de analistas políticos, não será simples virar a página.

Nesta terça-feira (2), o ex-magistrado participa de audiência pública com parlamentares membros de três comissões da Câmara dos Deputados. Para os especialistas, o caso ainda deverá ter impactos moderados sobre o futuro político do ex-juiz federal e figura pública com maior popularidade no país.

É o que mostra a sexta edição do Barômetro do Poder, iniciativa do InfoMoney que compila mensalmente as avaliações e projeções de algumas das vozes mais respeitadas pelo mercado sobre temas relacionados à política nacional. O levantamento foi feito entre os dias 26 e 28 de junho.

Leia também:
- Base teórica de Bolsonaro no Congresso cai 50% em 6 meses
Analistas veem Previdência de R$ 740 bi, mas duvidam do calendário de Rodrigo Maia

A edição de junho da pesquisa mostra que 55% das 11 casas de análise política que responderam a este questionamento veem impacto "moderado" do episódio sobre a carreira política do ministro. Outros 45% estimaram o efeito do caso como "alto". Uma das casas optou por não responder à indagação.

Gráfico 1: Analistas estimam impacto da Vaza Jato sobre Sérgio Moro

vazajato0207a

Já quando questionados sobre os impactos dos vazamentos sobre o governo Jair Bolsonaro (PSL), os analistas estimam efeito mais brando. Para 67% dos analistas consultados, o peso do caso sobre a atual administração é "baixo". Outros 8% apontam potencial "muito baixo" de estrago, contra 25% de avaliações de risco "moderado".

Gráfico 2: Analistas estimam impacto da Vaza Jato sobre o governo Bolsonaro

vazajato0207b

Participaram desta edição do Barômetro nove casas de análise política (BMJ Consultores, Control Risks, Eurasia Group, MCM Consultores, Medley Global Advisors, Prospectiva Consultoria, Pulso Público, Tendências Consultoria e XP Política) e três analistas independentes (Antonio Lavareda, Carlos Melo e Thomas Traumann). Conforme combinado com os colaboradores, os resultados são divulgados de forma agregada.

Quer receber as próximas edições do Barômetro do Poder antecipadamente? Insira seu e-mail abaixo e receba com exclusividade o relatório com as projeções das principais casas de análise política do país:

 

Contato