Em mercados / politica

CCJ do Senado marca data para depoimento de Moro sobre vazamento de conversas

"Ele escreveu uma carta se colocando à disposição e nós aceitamos ouvi-lo na próxima semana", disse o senador Randolfe Rodrigues

Sérgio Moro
(Reprodução/TV)

SÃO PAULO - Após um acordo entre o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, e líderes da oposição, ficou marcado para dia 19 de junho a ida do ministro da Justiça Sergio Moro à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado para depor.

"Ele escreveu uma carta se colocando à disposição e nós aceitamos ouvi-lo na próxima semana", disse o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), segundo informações da Folha de S. Paulo.

Moro irá ao Congresso para falar e responder questões dos senadores sobre as mensagens divulgadas pelo site The Intercept Brasil, em que ele conversa com procuradores da Operação Lava-Jato.

Nelas, o ex-juiz aparece dando pistas, conselhos, indicando testemunhas e até antecipando decisões para procuradores da Operação Lava Jato.

As conversas entre Moro e procuradores foram divulgadas pelo The Intercept na noite de domingo, com a citação de diversos assuntos ligados à Lava-Jato.

Segundo o site, há conversas escritas e gravadas com Moro sugerindo mudanças da ordem de fases da operação, além de aconselhar, fornecer pistas e antecipar uma decisão a Deltan Dallagnol.

Insira seu email abaixo e receba com exclusividade o Barômetro do Poder, um estudo mensal do InfoMoney com avaliações e projeções das principais casas de análise política do país:

 

Contato