Em mercados / politica

Guedes se irrita com insinuação de que bloqueio à Educação beneficiaria sua irmã

"Isso é desumano. Minha irmã mora aqui, eu cheguei há cinco meses e nunca sai para almoçar ou jantar com ela", afirmou

Paulo Guedes
(Valter Campanato/Agência Brasil)

O ministro da Economia, Paulo Guedes, se irritou nesta terça-feira, 4, com insinuações de que o contingenciamento de recursos a universidades federais beneficiaria em algum sentido a sua irmã, Elizabeth Guedes, que é vice-presidente da Associação Nacional das Universidades Privadas.

"Não fiz nenhuma reunião com Ministério da Educação e minha irmã para falar sobre educação. Isso é desumano. Minha irmã mora aqui, eu cheguei há cinco meses e nunca sai para almoçar ou jantar com ela", afirmou, na Comissão de Finanças de Tributação (CFT) da Câmara. "Não posso fazer essa exigência a ela: de que ou eu deixo o cargo ou ela sai do País", desabafou.

Guedes chegou a se exaltar ao responder sobre o tema. "Vocês estão acostumados a desrespeitar respeitosamente. É uma loucura perguntar sobre a minha irmã", completou.

 

Tudo sobre:  Educação  

Contato