Em mercados / politica

"O Bolsa Família vai acabar?" Buscas sobre fim do programa se espalham nas redes com fala de Paulo Guedes

Movimento ocorre um mês após o presidente Jair Bolsonaro anunciar a criação do pagamento de 13º salário às famílias beneficiárias do programa e em meio à crise na Educação

Bolsa Família
(Jefferson Rudy/Agência Senado)

SÃO PAULO - Enquanto o presidente Jair Bolsonaro (PSL) enfrentava as primeiras manifestações de rua contra uma medida de seu governo desde que tomou posse, nas redes sociais um segundo fluxo de informação ameaçava somar-se ao "tsunami da educação" e elevar o clima de instabilidade política.

Segundo levantamento feito pela Bites, consultoria especializada no monitoramento de plataformas digitais, ontem (15) houve um aumento nas buscas sobre a possibilidade de o governo encerrar o programa Bolsa Família.

Fonte: Google Trends

Nos últimos sete dias, as consultas em ascensão eram: "o bolsa família vai acabar em 2019", "bolsa família para em setembro" e "paulo guedes bolsa família".

Fonte: Google Trends

"A propagação desse assunto pode ser mais preocupante para o governo, porque envolve uma massa expressiva de quase 50 milhões de pessoas", observa Manoel Fernandes, diretor da Bites. O movimento ocorre um mês após o presidente Jair Bolsonaro anunciar a criação do pagamento de 13º salário às famílias beneficiárias do programa.

O levantamento mostra que, em uma escala de 0 a 100, o interesse médio no Google para o Bolsa Família no Brasil ontem ficou em 45. Em dez estados, sendo nove na Região Nordeste, o número foi superior a 50, alcançando 100 no Ceará e 99 na Paraíba.

Fonte: Google Trends

O gatilho da tendência foi disparado na terça-feira (14), dia em que o ministro Paulo Guedes (Economia) participou de audiência pública na CMO (Comissão Mista de Orçamento) do Congresso Nacional. Na ocasião, o ministro afirmou que, caso deputados e senadores não aprovem crédito suplementar de R$ 284 bilhões, o governo terá dificuldades em fechar as contas para pagamentos do INSS e de beneficiários do Bolsa Família.

"Não é o governo. O Congresso, ao não aprovar, travou. Porque se vocês não derem crédito, a despesa não pode ser feita. Então, o Congresso resolveu travar o Bolsa Família, travar o Plano Safra, travar os benefícios de prestação continuada, travar os pagamentos do INSS", afirmou Guedes aos deputados.

No Twitter, porém, as postagens sobre a possibilidade do fim do programa foram reduzidas, em função de as atenções terem se voltado aos protestos contra a decisão do Ministério da Educação de contingenciar 30% dos recursos de seu orçamento discricionário, com impactos vão da educação infantil à pós-graduação.

Precedente
Boatos sobre o Bolsa Família já provocaram ondas de pânico em outras gestões. Um dos mais famosos foi propagado em maio de 2013, durante o governo Dilma Rousseff. A onda levou milhares de pessoas a lotéricas e agências da Caixa Econômica Federal para sacarem seus benefícios. À época, a presidente chamou o autor da notícia falsa de "absurdamente desumano" e "criminoso".

Insira seu e-mail abaixo e receba com exclusividade o Barômetro do Poder, um estudo mensal do InfoMoney com avaliações e projeções das principais casas de análise política do país:

 

Contato