Em mercados / politica

Bolsonaro reconhece problemas e alerta: "Talvez tenhamos um tsunami na semana que vem"

O presidente acrescentou, no entanto, que conseguirá vencer os obstáculos e que está sempre tentando antecipar os problemas

jair bolsonaro
(Agência Brasil)

SÃO PAULO - O presidente Jair Bolsonaro reconheceu nesta sexta-feira (10) que seu governo tem tido dificuldades e está enfrentando problemas.

Em uma breve fala, durante evento com gestores da Caixa Econômica em Brasília, Bolsonaro afirmou ainda que o governo pode até ter de encarar "um tsunami" na próxima semana, mas ressaltou que conseguirá vencer os obstáculos e que está sempre tentando antecipar aos problemas.

"Alguns problemas, sim, talvez tenha um tsunami na semana que vem, mas a gente vence o obstáculo com toda certeza. Somos humanos, alguns erram, alguns erros são perdoáveis, outros não", disse o presidente, sem deixar claro o que provocaria o tal tsunami.

Segundo a apuração da TV Globo, trata-se de uma referência à redução da quantidade de ministérios - eram 29 no governo de Michel Temer, passaram a ser 22 com a posse de Bolsonaro, que durante a campanha prometeu reduzir ainda mais este número para 15. 

A medida provisória da reforma administrativa de Bolsonaro expira no próximo dia 3 de julho. Caso não seja aprovada pelo Congresso, a estrutura ministerial do governo Temer será retomada. 

Bolsonaro falou de improviso para a plateia do evento "Nação Caixa" e comentou o cenário enfrentado pelo banco. "A imagem distorcida da Caixa era em função disso. Cada partido tinha uma presidência, uma vice-presidência. Não tinha como dar certo. Escolhi nossos ministros por critério técnico, todos têm liberdade para decidir", afirmou.

Insira seu email abaixo e receba com exclusividade o Barômetro do Poder, um estudo mensal do InfoMoney com avaliações e projeções das principais casas de análise política do país:

 

Contato