Em mercados / politica

CNI/Ibope: Bolsonaro é ótimo ou bom para 35% dos brasileiros

Taxa de popularidade é a menor de um presidente eleito em primeiro mandato desde a redemocratização

Jair Bolsonaro
(Marcos Corrêa/PR)

SÃO PAULO - Com 114 dias de governo, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) tem sua gestão avaliada positivamente por 35% dos brasileiros. É o que mostra pesquisa CNI/Ibope, realizada entre os dias 12 e 15 de abril. Segundo o levantamento, 31% dos eleitores consideram o atual governo "regular", ao passo que 27% o classificam como "ruim" ou "péssimo".

Leia também: Com popularidade em queda, Bolsonaro volta ao tamanho que tinha no primeiro turno da eleição

A taxa de popularidade de Bolsonaro é a menor de um presidente eleito em primeiro mandato desde a redemocratização. Em período similar de gestão, Dilma Rousseff (PT) tinha governo avaliado positivamente por 56% dos eleitores. Já Luiz Inácio Lula da Silva (PT), contava com taxa de 51%, ao passo que Fernando Henrique Cardoso (PSDB) contava com índice de 41%, 4 pontos percentuais a menos do que Fernando Collor de Mello (ex-PRN).

cniibope2404a

cniibope2404b

O resultado representa uma oscilação positiva de 1 ponto percentual no nível de "ótimo" e "bom" do presidente em comparação com o desempenho registrado por pesquisa Ibope em março e representa um estancamento no movimento de perda de popularidade durante os primeiros meses de mandato. Por outro lado, as avaliações negativas ("ruim" ou "péssimo") subiram 3 pontos percentuais.

Assim como se observou ao longo de todo o processo eleitoral, a pesquisa mostra que a popularidade de Bolsonaro é maior entre homens do que entre as mulheres. Segundo o levantamento, 38% dos entrevistados do sexo masculino avaliam o governo como "ótimo" ou "bom". Entre as mulheres, esse percentual cai para 32%.

Entre os residentes da região Nordeste, 25% avaliam o governo positivamente, contra 40% de avaliações negativas. Já na região Sul, 44% dos entrevistados consideram a atual gestão "ótima" ou "boa". O percentual dos que aprovam Bolsonaro sobe de 27%, entre os brasileiros com renda familiar mensal de até um salário mínimo, para 45% entre a faixa com renda acima de cinco salários mínimos.

O levantamento também ouviu os entrevistados sobre a maneira de governar do presidente Jair Bolsonaro. O resultado foi aprovação de 51% contra desaprovação de 40%. Segundo a pesquisa, 51% dos eleitores disseram confiar no presidente, contra 45% que responderam negativamente.

Questionados sobre as perspectivas para o restante da gestão, 45% apostam em resultado "ótimo" ou "bom", contra 23% de leituras negativas ("ruim" ou "péssimo"). Outros 25% esperam um resto de mandato "regular".

A pesquisa CNI/Ibope foi realizada entre os dias 12 e 15 de abril e ouviu 2 mil pessoas em 126 municípios. A margem de erro máxima é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que significa que, se outra pesquisa tivesse sido feita nos mesmos termos, esta seria a probabilidade de o resultado se repetir dentro da margem de erro estimada. Clique aqui para acessar a íntegra do levantamento.

Insira seu e-mail abaixo e receba com exclusividade o Barômetro do Poder, um estudo mensal do InfoMoney com avaliações e projeções das principais casas de análise política do país:

 

Contato