Em mercados / politica

Qual é a reforma da Previdência ideal para o Brasil e quais as condições de Bolsonaro aprová-la no Congresso?

Para tentar responder essas e outras perguntas, o InfoMoney recebe o economista Paulo Tafner, um dos maiores especialistas em Previdência do país. Acompanhe a entrevista, ao vivo, a partir das 17h

SÃO PAULO - Tida como prioridade para o governo de Jair Bolsonaro para a recuperação das contas públicas do país, a Reforma da Previdência ainda deverá enfrentar duros embates políticos e os mais diversos focos de resistência setoriais no caminho para sua possível aprovação. Enquanto não é apresentado o texto-base da equipe de Paulo Guedes (Economia) nem a estratégia política a ser adotada, muito se discute sobre as opções de propostas à mesa.

Um dos textos em discussão é de autoria do economista Paulo Tafner e do ex-presidente do Banco Central, Armínio Fraga. A proposta prevê uma economia de R$ 1,27 trilhão em uma década, resultado muito superior ao mirado pela própria PEC 287, de autoria do governo Michel Temer, e prevê a implementação de uma espécie de sistema híbrido, que concilie os regimes de repartição e capitalização. A ideia agrada Guedes e tem influenciado os debates no novo governo.

Para entender melhor a proposta e a relevância do debate para a situação fiscal brasileira, o InfoMoney entrevistou Paulo Tafner. O economista é um dos maiores especialistas em Previdência no país e acaba de lançar o livro "Reforma da Previdência: por que o Brasil não pode esperar", escrito em parceria com Pedro Nery.

Confira a íntegra pelo vídeo abaixo:

Quem é Paulo Tafner?

Economista, doutor em ciência política, pesquisador do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) e professor da Universidade Candido Mendes. Assessor especial de estudos econômicos da Secretaria de Fazenda do Estado Rio de Janeiro. Foi coordenador do Grupo de Estudos da Previdência - IPEA/RJ. Autor de "Demografia: uma ameaça invisível - o dilema previdenciário que o Brasil se recusa a encarar" (Elsevier, 2010), "Previdência no Brasil: debates, dilemas e escolhas" (Ipea, 2007). Foi um dos organizadores e autores de "Reforma da Previdência – a visita da velha senhora” (Gestão Pública, 2015). Idealizador e editor da série Brasil: o estado de uma nação, publicação anual do IPEA. Foi diretor do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), superintendente de estudos, pesquisa e capacitação da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), subsecretário geral de Fazenda do estado do Rio de Janeiro.

Seja sócio das maiores empresas da bolsa com TAXA ZERO de corretagem! Clique aqui e abra uma conta na Clear!

Agora você pode acompanhar a entrevista completa pelo Spotify. Clique aqui para ouvir ou faça o download pelo player abaixo:

 

Contato