Em mercados / politica

"Eu já adverti o garoto", diz Bolsonaro após fala de filho sobre o STF

"Temos todo o respeito e consideração com os demais poderes, e o Judiciário obviamente é importante", explicou Bolsonaro

Eduardo e Jair Bolsonaro
( Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agencia Brasil)

SÃO PAULO - Após passar o fim de semana envolto da polêmica declaração de seu filho sobre o STF (Supremo Tribunal Federal), o candidato Jair Bolsonaro (PSL) disse em entrevista ao SBT nesta segunda-feira (22) que repreendeu Eduardo Bolsonaro.

No fim de semana, veio à público um vídeo em que ele diz que bastaria apenas "um soldado e um cabo" para fechar o STF. "Eu já adverti o garoto", afirmou o candidato.

"É meu filho. A responsabilidade é dele. Ele já se desculpou. Isso aconteceu há quatro meses. Ele aceitou responder a uma pergunta sem pé nem cabeça, e resolveu levar para o lado desse absurdo aí. Temos todo o respeito e consideração com os demais poderes, e o Judiciário obviamente é importante", explicou Bolsonaro.

O candidato disse ainda que sua advertência ao filho "foi até pesada". "Ele já assumiu a responsabilidade, repito, e se desculpou. No que depender de nós, é uma página virada na história", continuou.

"Por outro lado, o Wadih Damous falou de forma consciente em fechar o Supremo, e não teve essa repercussão toda. O garoto errou, foi advertido, vamos tocar o barco”, completou fazendo referência ao deputado petista e ex-presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) criticando a atuação do STF na situação do ex-presidente Lula.

A hora de investir em ações é agora: abra uma conta na Clear com taxa ZERO de corretagem!

 

Contato