Em mercados / politica

Grupo cria manifesto #Alcirina por união de candidaturas do centro e hashtag ganha destaque no Twitter

O movimento começou com a criação de um manifesto, divulgado na última terça-feira (2), defendendo a criação de uma chapa única que leve ao fortalecimento de uma terceira via para disputar as eleições, com Ciro encabeçando a chapa   

Alckmin, Ciro, Marina

SÃO PAULO - Em meio às batalhas de hashtags políticas, uma em especial ganhou destaque no final da tarde desta quarta-feira, ficando em primeiro lugar no trending topics nacional do Twitter. Trata-se da #Alcirina, uma união dos nomes dos candidatos à presidência Geraldo Alckmin (PSDB), Ciro Gomes (PDT) e Marina Silva (Rede), num dos esforços finais para que algum postulante considerado de centro consiga ir para o segundo turno, em meio às últimas pesquisas eleitorais mostrando Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) disputando a próxima etapa. A chapa seria encabeçada por Ciro, com melhor pontuação nos levantamentos. 

O movimento começou com a criação de um manifesto, divulgado na última terça-feira (2), defendendo a criação de uma chapa única que leve ao fortalecimento de uma terceira via para disputar as eleições. 

Leia mais: 
- Bolsonaro é favorito para vencer eleição, mas reação do PT não pode ser subestimada

Em troca da desistência dos adversários, Ciro passaria a incluir pontos das propostas dos outros dois candidatos. Além disso, daria garantia que seus partidos teriam posição de destaque em seu governo. O texto está na página Change.org e pode ser assinado por qualquer um. 

Vale destacar que, nesta terça, Ciro disse que aceitaria o apoio de outros rivais na disputa para tentar chegar ao segundo turno, como Marina Silva, da Rede, e Geraldo Alckmin, do PSDB. Ele ainda afirmou que pode incorporar pautas de Marina e de Alckmin em sua campanha. "A Marina é uma pessoa que trabalhou para o Brasil a vida inteira. Do Alckmin, posso adotar algumas coisas. O IVA (Imposto sobre Valor Agregado), por exemplo, é uma proposta minha. Se eu for procurado, aceito o apoio deles." O pedetista ressaltou, no entanto, que seria uma "indelicadeza" partir dele este movimento. Além disso, também ganha destaque no Twitter a hashtag #RenunciaHaddad, criada por eleitores de Ciro Gomes pedindo para que o candidato do PT desista de sua candidatura em prol do pedetista. 

Confira o manifesto na íntegra:

Prezados candidatos Marina Silva, Ciro Gomes e Geraldo Alckmin

Tempos extraordinários demandam medidas extraordinárias. Hoje, o Brasil caminha para um cenário de segundo turno no qual ninguém sairá vencedor. No momento de crise em que vivemos, não podemos arriscar ter o Brasil refém de governos que irão ampliar ainda mais a divisão e polarização do país. Presenciaremos no domingo (07) um dos eventos mais decisivos da nossa jovem democracia e precisamos, mais do que nunca, viabilizar uma terceira via que irá governar para TODOS brasileiros.

A surpreendente ascensão de Jair Bolsonaro é uma resposta à insatisfação com o rumo que o país tomou nos últimos anos em que foi administrado pelo PT: escândalos de corrupção, favorecimento de empresários amigos do partido e política econômica que levou o país a uma crise da qual ainda estamos nos recuperando. Se o descontentamento é justificado, a estratégia escolhida por muitos eleitores é equivocada e perigosa. Bolsonaro se fortalece através do mesmo artifício usado por João Santana nas últimas campanhas do PT: a criação de um personagem para salvar o Brasil, mas que não tem condições de conduzir a mudança esperada por muitos daqueles que hoje o apoiam.

Porém, o estelionato eleitoral do candidato do PSL é ainda mais perigoso: Bolsonaro defende medidas e faz declarações que ameaçam diretamente a já fragilizada democracia brasileira. Se eleito, ele vai apoiar e incitar discursos de ódio que colocam em risco a vida de mulheres, negros e comunidade LGBT, entre outras minorias. Temos que refletir sobre nossos privilégios e considerar questões que vão além da economia ou política, como direitos civis, liberdades individuais e segurança. O PT, apesar de tudo, respeitou institucionalmente o resultado do impeachment da Presidente Dilma Rousseff. Bolsonaro, que indicou um vice militar, pode contestar até decisões mais banais do Congresso e já se manifestou dizendo que não aceitaria outro resultado que não o da sua eleição. Esse é um risco que NÃO podemos correr!

O mais irônico desse cenário, contudo, é que aqueles que mais se opõem ao PT são justamente os que, inadvertidamente, estão colaborando diretamente para a vitória do partido no segundo turno. Bolsonaro tem uma taxa de rejeição bem maior do que a de Haddad e, devido aos seus posicionamentos odiosos e incompetência técnica, enfrenta a oposição mais forte dentre todos candidatos. Colocar o Bolsonaro no segundo turno é eleger o PT, motivo pelo qual o partido de Lula e Haddad está poupando críticas diretas ao candidato do PSL.

No entanto, um novo cenário é possível se nos organizarmos e colocarmos nossas diferenças de lado pelo bem do país. Sabemos das diferenças ideológicas e políticas e da convicção de cada um na possibilidade de vitória de suas respectivas candidaturas. Porém dispersar a maioria dos votos da oposição ao Bolsonaro e ao PT em três candidatos é colocar em risco o futuro do país. Juntos, os senhores e a senhora somam votos para oferecerem uma terceira via no segundo turno das eleições. Juntos, vencem Haddad e Bolsonaro, impedindo que o país tenha que escolher entre projetos de poder que irão aprofundar ainda mais a crise que vivemos. Juntos, os senhores e a senhora são a única esperança do povo brasileiro nesse momento de obscurantismo. É esta oportunidade histórica que está à frente de suas candidaturas: a união em prol de um projeto maior de Nação.

Por isso, fazemos um apelo para que os senhores e a senhora unifiquem os seus votos em uma única candidatura, sinalizando aos seus eleitores que votem no candidato escolhido. Pela conjuntura atual, sugerimos que esse candidato seja Ciro Gomes (PDT), o candidato dentre vocês que está mais bem colocado na pesquisa, conta com menor rejeição e ganha tanto de Bolsonaro quanto Haddad com folga. Em troca, pedimos que Ciro incorpore pontos das propostas de Marina Silva (REDE) e Geraldo Alckmin (PSDB), garantindo também que ambos partidos tenham uma posição de destaque em seu governo. No entanto, entendemos que, mais importante do que quem será o candidato, é a união dos senhores e da senhora na reta final das eleições.

Prezados candidatos, apelamos para o vosso patriotismo e esperamos que o histórico de serviço ao povo brasileiro que a senhora e os senhores possuem fale mais alto nesse momento decisivo para a história do país.

Eleitores brasileiros, não deixemos que o país sucumba ao ódio e fanatismo. Juntos podemos garantir uma terceira via para o Brasil, assine aqui o documento você também!

Quer investir com corretagem ZERO na Bolsa? Clique aqui e abra agora sua conta na Clear!

 

Contato