Em mercados / politica

Bolsonaro não participará de debate da Globo por orientação médica e deve fazer "live" na mesma hora

A campanha do candidato avalia a possibilidade de fazer uma transmissão ao vivo pelo Facebook no mesmo horário do encontro de presidenciávei

Jair Bolsonaro
(Divulgação/Instagram)

SÃO PAULO - Jair Bolsonaro (PSL) foi orientado por seu médico a não participar do último debate entre presidenciáveis antes do primeiro turno, transmitido pela Rede Globo, na quinta-feira (4). O cirurgião Antônio Macedo esteve na casa do candidato nesta quarta-feira (3) e falou com jornalistas na saída. 

"Depois da nossa avaliação clínica, nós contra-indicamos participação em debates ou em qualquer atividade que pudesse cansá-lo ou que o obrigasse a falar por mais de 10 minutos. Por que isso? Recentemente, ele foi submetido a duas cirurgias de grande porte. Uma em Juiz de Fora para salvar a vida dele. E outra para corrigir uma obstrução intestinal gravíssima que ele teve", informou o médico, relatando que Bolsonaro é um paciente "extremamente obediente" e que seguirá sua recomendação.

No entanto, "ele ainda não tem condições de ficar por mais de 10 ou 15 minutos em discussão ou atividade que exija esforço físico. Isso pode prejudicar a evolução dele", disse o médico que é chefe da equipe médica que tratou de Bolsonaro no hospital Albert Einstein, em São Paulo. "Mais 7 a 10 dias e ele vai estar completamente recuperado", completou.

Em contrapartida, a campanha do candidato avalia transferir o horário das transmissões que vêm sendo feitas ao vivo pela página no Facebook de Bolsonaro das 20h40 para 22h (de Brasília), mesmo horário previsto para o início do debate da Globo. O objetivo seria apresentar as propostas do candidato e competir com o debate televisionado - e não comentar o programa.

Ausência criticada
No último debate, promovido pela TV Record, Ciro Gomes (PDT) criticou o fato de Bolsonaro não ter comparecido e disse que no encontro anterior, promovido pelo SBT, compareceu com uma sonda após passar por procedimento na próstata.

Bolsonaro teve alta no sábado (29) do hospital Albert Einstein, onde estava internado desde o dia 7, e permanece em casa acompanhado por cuidados em tempo integral de uma enfermeira e fazendo fisioterapia. 

Quer proteger seus investimentos das incertezas das eleições? Clique aqui e abra sua conta na XP Investimentos

 

Contato