Em mercados / politica

"O MDB, no meu governo, será destruído pelos caminhos democráticos", diz Ciro Gomes em debate

Candidato ainda atacou Bolsonaro e o PT e disse que a disputa entre os dois vai levar o país para o fundo do poço

Ciro Gomes
(Reprodução/TV Gazeta)

SÃO PAULO - Durante o debate realizado pelo SBT, Folha de S. Paulo e UOL, o candidato Ciro Gomes (PDT) afirmou que, caso seja eleito, irá "destruir" o MDB, partido do atual presidente Michel Temer, usando as formas democráticas que puder.

No segundo bloco do evento, o pedetista foi questionado pela jornalista Débora Bergamasco, do SBT, se ele colocaria um petista no seu quadro de integrantes e ministros. Ciro disse que irá compor um governo da mesma forma como fez quando foi governador e prefeito.

Ele afirmou que metade dos principais cargos serão ocupados por mulheres. "Quero que todos tenham excelência técnica e todos tenham compromisso com a decência", explicou o candidato. "Se eu puder governar sem o PT, eu prefiro", completou.

"Neste momento o PT representa uma coisa grave, menos pelos benefícios, mas porque se transformou em uma estrutura de poder odienta, que acabou criando o [Jair] Bolsonaro, essa aberração, e esse conflito entre os dois vai levar o nosso país para o fundo do poço", afirmou Ciro.

Em sua réplica, a jornalista questionou se o MDB, que fez parte de todos os governos desde a redemocratização, seria convidado para compor sua gestão. "O MDB, no meu governo, será destruído pelos caminhos democráticos que eu posso movimentar", disse.

Apesar do ataque, Ciro disse que é importante lembrar que existem "vários MDBs", ressaltando que nomes como Roberto Requião e Jarbas Vasconcelos como políticos com quem ele teria "prazer" em trabalhar. O pedetista completou dizendo que, com seu conhecimento de causa, tem grande capacidade para dialogar com todos os partidos.

Quer investir com corretagem ZERO na Bolsa? Clique aqui e abra agora sua conta na Clear!

 

Contato