Em mercados / politica

Bolsonaro vai a 26%; Haddad, Ciro e Alckmin empatam em 2º lugar, mostra Datafolha

Petista e pedetista empatam numericamente com 13%, enquanto Alckmin oscilou de 10% para 9%

Jair Bolsonaro
(Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

SÃO PAULO - O candidato Jair Bolsonaro (PSL) manteve a liderança nas intenções de voto, segundo pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira (14), passando de 24% para 26%.

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear

Na sequência, a disputa segue embolada, agora com três candidatos: Ciro Gomes (PDT), que manteve 13%; Fernando Haddad (PT), que oscilou de 9% para 13%; e Geraldo Alckmin (PSDB), que variou de 10% para 9%. Enquanto isso, Marina Silva (Rede) segue sua trajetória de queda, passando de 11% para 8%.

Na sequência, Álvaro Dias (Podemos), João Amoêdo (Novo) e Henrique Meirelles (MDB) mantiveram os mesmos 3% cada um da pesquisa anterior. Guilherme Boulos (PSOL), Vera Lúcia (PSTU) e Cabo Daciolo (PATRI) ficaram todos com 1% cada. Já João Goulart Filho (PPL) e Eymael (DC) mão pontuaram. Brancos e nulos tiveram recuo dentro da margem de 15% para 13% e não souberam ou não responderam somaram 6%, ante 7% na última pesquisa.

O levantamento foi realizado entre os dias 13 e 14 de setembro e contou com 2.820 entrevistas, sendo registrado sob o número BR-05596/2018 no TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Confira o desempenho de cada candidato:
- Jair Bolsonaro (PSL): de 24% para 26%
- Ciro Gomes (PDT): manteve 13%
- Fernando Haddad (PT): de 9% para 13%
- Geraldo Alckmin (PSDB): de 10% para 9%
- Marina Silva (Rede): de 11% para 8%
- Alvaro Dias (Podemos): manteve 3%
- Henrique Meirelles (MDB): manteve 3%
- João Amoêdo (Novo): manteve 3%
- Cabo Daciolo (Patriota): manteve 1%
- Guilherme Boulos (PSOL): manteve 1%
- Vera Lúcia (PSTU): manteve 1%
- João Goulart Filho (PPL): manteve 0%
- Eymael (DC): manteve 0%
- Branco/nulos: de 15% para 13%
- Não sabe/não respondeu: de 7% para 6%

Segundo turno
O Datafolha fez dez cenários diferentes para um eventual segundo turno e em todos que aparece, Jair Bolsonaro está empatado tecnicamente com os outros candidatos, com exceção da disputa com Ciro Gomes, em que ele perde de 45% a 38%.

Leia também:
"Por que votarei em Geraldo Alckmin", por Andre Lichtenstein
"Por que votarei em Jair Bolsonaro", por André Gordon

Haddad, por sua vez, perde de todos os outros candidatos, menos do deputado do PSL, em que ele está numericamente atrás: 41% a 40%.

Confira os números:

Marina 43% x 39% Bolsonaro (branco/nulo: 16%; não sabe: 2%)
Ciro 40% x 34% Alckmin (branco/nulo: 23%; não sabe: 3%)
Alckmin 41% x 37% Bolsonaro (branco/nulo: 19%; não sabe: 2%)
Alckmin 39% x 36% Marina (branco/nulo: 23%; não sabe: 2%)
Ciro 45% x 38% Bolsonaro (branco/nulo: 15%; não sabe: 2%)
Alckmin 40% x 32% Haddad (branco/nulo: 25%; não sabe: 3%)
Bolsonaro 41% x 40% Haddad (branco/nulo: 17%; não sabe: 2%)
Ciro 44% x 32% Marina (branco/nulo: 22%; não sabe: 2%)
Marina 39% x 34% Haddad (branco/nulo: 25%; não sabe: 2%)
Ciro 45% x 27% Haddad (branco/nulo: 25%; não sabe: 2%)

Rejeição
A pesquisa também mostrou a rejeição de cada candidato, ou seja, em quem o eleitor não votaria de jeito nenhum. Os entrevistados puderam escolher mais de um nome, confira:

- Jair Bolsonaro (PSL): de 43% para 44%
- Ciro Gomes (PDT): de 20% para 21%
- Fernando Haddad (PT): de 22% para 26%
- Geraldo Alckmin (PSDB): de 24% para 25%
- Marina Silva (Rede): de 29% para 30%
- Alvaro Dias (Podemos): de 14% para 15%
- Henrique Meirelles (MDB): manteve 17%
- João Amoêdo (Novo): manteve 15%
- Cabo Daciolo (Patriota): de 19% para 18%
- Guilherme Boulos (PSOL): manteve 17%
- Vera Lúcia (PSTU): manteve 19%
- João Goulart Filho (PPL): de 15% para 14%
- Eymael (DC): de 18% para 17%

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear

 

Contato