Em mercados / politica

TSE rejeita pedido de Lula para participar de debate na RedeTV!

Decisão foi tomada pelo ministro Sérgio Banhos e tira ex-presidente de seu segundo debate

Lula
(Filipe Araújo)

SÃO PAULO - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato ao Palácio Planalto pelo PT, ficará de fora de mais um debate entre presidenciáveis transmitido por emissora de televisão aberta. O ministro do TSE Sérgio Banhos decidiu, na tarde desta quinta-feira (16), que o líder petista, preso há quatro meses por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, não poderá participar do encontro a ser realizado pela RedeTV! em parceria com a revista IstoÉ na próxima sexta-feira.

Leia também: Até quando Lula será candidato à presidência? Entenda o passo a passo do processo

No despacho, o magistrado diz que a prisão de Lula foi decidida pela Justiça Federal, e que, por isso, não cabe a ele permitir que o ex-presidente deixe a prisão para ir presencialmente ao debate, ou para autorizar a instalação de equipamentos na carceragem da Polícia Federal em Curitiba, onde o petista cumpre pena. Para Banhos, qualquer decisão em outro sentido representaria uma "indevida interferência da Justiça Eleitoral na esfera de competência do juiz da execução da pena".

O novo impedimento ocorre um dia após o PT registrar no TSE a candidatura de Lula à presidência e do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad na vice. O ex-presidente, condenado por órgão colegiado, está inelegível em função da Lei da Ficha Limpa, mas ainda precisa ter seu pedido de registro julgado pelo Tribunal.

Leia também: Lula ou Haddad: quem será o candidato do PT nas pesquisas?

Até o momento, já foram apresentados seis pedidos de impugnação à candidatura do ex-presidente, que terão de ser analisados pelos magistrados e respondidos pela defesa. As expectativas são de que o caso seja julgado entre a última semana de agosto e a primeira de setembro.

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear

 

Contato