Em mercados / politica

Centrão não eleva aposta em Alckmin no 2ª turno, diz Eurasia

"Probabilidade de candidatura dele ganhar eleição é de 20%", diz Christopher Garman, diretor executivo para Américas da Eurasia; o percentual já era esperado anteriormente

Geraldo Alckmin
(Sergio Lima/CNI)

Decisão do Centrão "confirma a vantagem grande em tempo de TV, mas não é suficiente para aumentar aposta em Geraldo Alckmin no segundo turno", disse Christopher Garman, diretor executivo para Américas da Eurasia.

"É claro que, Alckmin conseguindo mais tempo de televisão, sempre ajuda. Então claramente reforçou a campanha dele. Mas foi mais importante no sentido de evitar uma dinâmica nefasta do que dar ímpeto muito forte à campanha dele.

"Alckmin estava com perspectiva de perder apoio de partidos que estavam mais alinhados a ele. Na medida em que ele conseguiu reverter essa dinâmica, foi um ganho. E ele entra com uma vantagem muito grande no tempo de televisão. Mas já estávamos com essa expectativa.

"No nosso ponto de vista, não é um game changer. Alckmin permanece com desafio muito grande de chegar ao segundo turno, em contexto de duas outras candidaturas roubando votos (Jair Bolsonaro e Alvaro Dias). Probabilidade de candidatura dele ganhar eleição é de 20%", diz Garman; o percentual já era esperado anteriormente.

 

Contato