EXPERIMENTE!

Clique e experimente a
versão rápida do

Em mercados / politica

Câmara erra em R$ 10 bi o cálculo de fim do PIS/Cofins e atrapalha planos para encerrar greve

O governo havia anunciado que a medida custaria R$ 3,5 bilhões, mas na verdade custará R$ 14 bilhões

Rodrigo Maia
(Lula Marques/AGPT)

SÃO PAULO - A Receita Federal informou ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, que houve um grave erro na conta feita sobre o impacto da renúncia do PIS/Cofins. O governo havia anunciado que a medida custaria R$ 3,5 bilhões, mas na verdade custará R$ 14 bilhões. As informações são da GloboNews.

A questão da diferença de valor é bastante importante pois a medida está vinculada à receita de R$ 3 bilhões que será trazida pela reoneração da folha de pagamento de diversos setores. Ou seja, se o cálculo anterior estivesse certo, não haveria problema para o Tesouro, que teria na reoneração uma compensação pela renúncia fiscal. Com o erro, o projeto de zeragem dos impostos sobre o diesel precisa deixar claro de onde sairá o dinheiro, ou irá desrespeitar a Lei de Responsabilidade Fiscal.

"Se eu estiver certo [cálculo da Receita], vamos ter que buscar uma correção. Vamos ter que ir ao Senado, vamos ter que avaliar", disse o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun (MDB-MS).

Nesta situação, pode ser complicado para o governo zerar o PIS/Cofins, sendo necessário apenas reduzir o imposto, o que gera problemas na negociação com os grevistas. O tema terá de ser discutido entre deputados e senadores.

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear

Contato