EXPERIMENTE!

Clique e experimente a
versão rápida do

Em mercados / politica

Antonio Palocci assina acordo de delação premiada e Lula está entre os alvos

De acordo com informações do O Globo, provas apresentadas pelo ex-ministro devem resultar na abertura de novos inquéritos. 

Antonio Palocci
(Wikimedia Commons)

SÃO PAULO - O ex-ministro Antonio Palocci decidiu fechar acordo de delação premiada com a PF (Polícia Federal), segundo informações do jornal O Globo desta quinta-feira (26). De acordo com a reportagem, o ex-ministro revelou que levava pessoalmente pacotes com dinheiro originados de propina para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, como parte do esquema de corrupção da Odebrecht.

Preso desde setembro de 2016, o ex-ministro da Fazenda no governo Lula e da Casa Civil na gestão de Dilma Rousseff, já havia tentado negociar uma colaboração premiada com a PF, mas não obteve sucesso. Porém, com as novas provas apresentadas, a delação avançou com rapidez e, inclusive, os investigadores já teriam até mesmo concluído a fase de depoimentos, aponta a reportagem.

De acordo com a matéria, as informações e documentos fornecidos por Palocci podem resultar na abertura de novos inquéritos e em novas fases da operação Lava Jato. Na semana passada, o ex-ministro teve um pedido de liberdade negado pelo STF (Supremo Tribunal Federal), que considerou como temerário liberá-lo da prisão no atual estágio das investigações da Lava Jato.

Contato