Em mercados / politica

“Chineses estão sedentos por investimentos no agronegócio brasileiro”, diz João Doria

Prefeito recomenda que investidores brasileiros em busca de capital procurem o país asiático

João Doria
(Marcos Corrêa/PR)

SÃO PAULO - “Procure a China”, sugeriu o prefeito de São Paulo, João Doria, ao falar sobre a busca do agronegócio por novos investidores. “A China está com interesse extraordinário no agronegócio brasileiro, eles estão sedentos”, afirmou Doria, em palestra durante o evento Agrifinance Brazil.

O prefeito de São Paulo viajou à China no final de julho, quando partiu com o objetivo de buscar novos investidores para dar andamento ao programa de desestatização em São Paulo.

De acordo com o prefeito, o interesse dos chineses em investir no Brasil ultrapassa até mesmo as questões políticas, deixando de lado eventuais instabilidades ocasionadas com a disputa eleitoral de 2018. “Recomendo aos que buscam investidores que priorizem a China”, reforça. O prefeito acrescenta que os chineses estão olhando com atenção para a América Latina, e por aqui o Brasil é a “prioridade absoluta” deles.

O mesmo apetite não acontece com os países do Oriente Médio - especificamente Abu Dhabi, Dubai e Qatar, também recentemente visitados por Doria -, onde o prefeito afirmou que o componente político impõe um certo ponto de interrogação para atrair recursos.

Ainda assim, Doria ressaltou o grande volume de recursos disponíveis para investir entre os fundos da região. O prefeito ressaltou o Abu Dhabi Investment Authority (ADIA), que detém U$ 3 trilhões em ativos, segundo o prefeito. “O interesse dele no agronegócio é muito grande”, afirmou, citando um encontro com o presidente do fundo.

 

Contato