Em mercados / politica

Doria é eleito prefeito de São Paulo no primeiro turno em eleição histórica

O empresário disputou nesta eleição o seu primeiro cargo eletivo; pela primeira vez na história, São Paulo não terá segundo turno

João Doria
(Instagram/ João Doria)

SÃO PAULO - João Doria, do PSDB, foi eleito prefeito de São Paulo para os próximos quatro anos no primeiro turno. Com 100% das urnas apuradas, o tucano obteve 53,29% votos válidos, desbancando o atual prefeito da cidade, Fernando Haddad (PT), que teve 16,70% dos votos. Pela primeira vez na história São Paulo não terá segundo turno.

Celso Russomanno (PRB) teve 13,64% dos votos, Marta (PMDB) teve 10,14% dos votos. Luiza Erundina contou com 3,18% dos votos e Major Olímpio (SD) teve 2,02% dos votos. Ricardo Young (REDE) teve 0,45%, Levy Fidelix (PRTB), 0,37%, João Bico (PSDC), 0,10%, Altino (PSTU), 0,08%, e Henrique Áreas (PCO), 0,02%.

O empresário João Doria disputou nesta eleição o primeiro cargo eletivo. Tem 58 anos e é formado em jornalismo e publicidade. Foi apresentador de televisão, com programas na TV Bandeirantes, Manchete e Rede TV!. Empresário, tem um grupo de marketing que promove eventos e iniciativas culturais e publicações.

Em 2003, fundou o Grupo de Líderes Empresariais (Lide), entidade com 1,7 mil empresas filiadas. Foi secretário de Turismo da capital paulista na gestão do então prefeito Mário Covas e presidente da Empresa Brasileira de Turismo (Embratur) no governo do presidente José Sarney.

Em entrevista para a GloboNews, João Doria (PSDB) disse que fará um governo de transição, e que a população pode esperar um bom gestor, dedicado, na prefeitura de São Paulo. "Vamos reconduzir São Paulo ao papel que a cidade merece", disse o tucano.  

 "Quero agradecer, porque vou governar para todos" afirma Doria em sua primeira entrevista após ser eleito em primeiro turno. Ele ainda elogiou ainda os rivais Fernando Haddad (PT), Marta (PMDB) e Celso Russomanno (PRB) que telefonaram para ele após as apurações apontarem a vitória de Doria já no primeiro turno. 

Doria venceu em quase todas as zonas eleitorais da capital. As exceções foram em Cidade Dutra e Parelheiros, no extremo sul da cidade. Marta venceu nas únicas duas zonas (das 58) em que ele saiu derrotado. Em Parelheiros, ela teve 30,37% dos votos válidos e, na Cidade Dutra, ela bateu o tucano por 25,69% a 24,95%.

João Doria foi recebido com festa no diretório do partido na capital paulista e fez pronunciamento. O tucano agradeceu o governador do estado, Geraldo Alckmin, que "me inspira todos os dias, me ilumina o sentimento e o pensamento nas horas mais escuras". Ele afirmou que será decente e correto na prefeitura de SP, e que irá priorizar os mais pobres e os mais humildes em seu governo.

(Com Agência Brasil)

 

Contato