Em mercados / politica

PF prende operador da Engevix em SP na 13ª fase da Operação Lava Jato

Nesta nova fase, são cumpridos seis mandados judiciais: quatro de busca e apreensão, um de de condução coercitiva (quando a pessoa é obrigada a prestar depoimento) e um de prisão preventiva

Polícia Federal
(Divulgação/PF)

SÃO PAULO - A Polícia Federal (PF) deflagra a 13ª fase da Operação Lava Jato em Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo desde a madrugada desta quinta-feira (21).

Nesta nova fase, são cumpridos seis mandados judiciais: quatro de busca e apreensão, um de de condução coercitiva (quando a pessoa é obrigada a prestar depoimento) e um de prisão preventiva.

Um dos quatro mandados de busca foi cumprido em Itanhandu (MG), outro no Rio de Janeiro e dois em São Paulo. Na casa do empresário Milton Pascowitch, apontado como operador da empreiteira Engevix, os policiais apreenderam obras de arte, informou a assessoria de imprensa da PF. Pascowitch foi preso preventivamente em São Paulo e será levado à superintendência da PF em Curitiba, onde estão concentradas as investigações sobre o caso.

A Polícia Federal tem como objetivo apurar, nessa fase, fatos criminosos atribuídos a dois operadores financeiros que atuavam com contratos firmados entre empreiteiras e a Petrobras (PETR3;PETR4). 

 

Contato