Em mercados / politica

As 5 pesquisas que agitaram a véspera do 2º turno - e mostram uma eleição imprevisível

Final do segundo turno trouxe pesquisas com números bem diferentes; confira os números do Ibope, Datafolha, Vox Populi, Sensus e CNT/MDA

Aécio Neves e Dilma Rousseff em montagem
(Divulgação)

SÃO PAULO - Na véspera do segundo turno, cinco pesquisas eleitorais trouxeram sinalizações sobre a corrida presidencial. E, se os institutos mais tradicionais - Datafolha e Ibope - trouxeram Dilma Rousseff (PT) na dianteira, elas também colocaram a petista interrompendo a trajetória de alta e com Aécio Neves (PSDB) oscilando para cima. No Datafolha, inclusive, a situação voltou a ser de empate técnico.

Enquanto isso, os institutos que mostram uma dianteira maior de Dilma - Vox Populi - e de Aécio - o Sensus -, destacaram uma tendência igual entre eles, mas contrária se comparar ao Datafolha e Ibope. Os dois mostram um crescimento de Dilma e queda de Aécio. Porém, segundo o Vox Populi, Dilma está com 48% dos votos totais e Aécio com 41%; já no Sensus, Aécio soma 52,1% dos votos válidos, contra 47,9% da presidenta Dilma Rousseff, uma diferença de 4,2 pontos percentuais.

Enquanto isso, a pesquisa CNT/MDA mostrou que Aécio se recuperou e virou, mas dentro da margem de erro e por uma diferença bem pequena. Dentre as pesquisas registradas para hoje, somente o Instituto Veritá não revelou seus números. Em meio a esse quadro - em que as pesquisas mostram cenários bastante diferentes, mas ainda indicando uma vantagem de Dilma na maior parte delas -, o segundo turno parece ser imprevisível, ainda mais levando em conta a contestação que os institutos foram submetidos no primeiro turno. Assim, poucos se sentem confortáveis para dizer quem sairá o vencedor neste domingo. Confira abaixo as pesquisas deste sábado:

CNT/MDA
pesquisa CNT/MDA divulgada no final da manhã deste sábado mostrou uma inversão na tendência de queda de Aécio que, agora, está com 50,3% dos votos válidos, numericamente à frente de Dilma, com 49,7%, mas ainda em situação de empate técnico. Na pesquisa anterior, o tucano estava um ponto atrás da petista; ela possuía 50,5% das intenções de voto e ele, 49,5%. 

Para a pesquisa estimulada de voto a presidente da última pesquisa, Aécio tem 45,3% dos votos e Dilma, 44,7%. Na pesquisa espontânea, ele aparece com 44,4% e a petista, 43,3%. 

Cerca de 37,9% dos eleitores disseram que Dilma é a única candidata em que votaria, 17,3% que ela seria uma candidata que poderia votar e 43,3% não votariam nela de jeito nenhum. Já no caso de Aécio, para 38,4% dos pesquisados, ele seria o único candidato em que votariam; 16,3% disseram que poderia votar nele e 42,8% disseram que não votariam nele de jeito nenhum. "Provavelmente, o debate da Rede Globo definiu as eleições, com grandes possibilidades de Aécio ser eleito presidente da República neste domingo", afirmou o release da pesquisa. 

A Pesquisa foi realizada 23 e 24 de outubro de 2014 e divulgada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número BR - 01199/2014. Foram entrevistadas 2.002 pessoas de 137 municípios de 25 Unidades da Federação.

Ibope
pesquisa Ibope revelada neste sábado mostrou Dilma Rousseff com 53% dos votos válidos, ante 47% dos votos válidos de Aécio Neves, com a petista à frente do tucano fora da margem de erro. Em relação a última pesquisa, Dilma caiu um ponto e Aécio, subiu 1 ponto percentual. O levantamento foi contratado pelo Estado de S. Paulo e pela Rede Globo.

Se forem incluídos os votos brancos e nulos e dos eleitores que se declaram indecisos, Dilma possui 49% dos votos e Aécio, 43%. Brancos e nulos são 5% e não sabe ou não respondeu são 3%.

Por região, Dilma lidera com folga no Nordeste, com 68% dos votos ante 27% do tucano e Aécio lidera no Sudeste, com 50% a 39%. Há empate técnico no Norte e Centro Oeste, com 48% de Dilma e 45% de Aécio e no Sul, com a petista tendo 43% e o tucano, 47%. Já a avaliação do governo Dilma não mudou: as taxas dos que consideram o governo ótimo ou bom seguiu em 45% e os que qualificam em ruim ou péssimo são 23%. Outros 30% acham regular. 

Segundo o Ibope, a pesquisa mostra uma interrupção do crescimento de Dilma mas, como é um ponto isolado na curva, não é possível dizer se a diferença indica uma reversão da tendência a favor de Aécio ou se é uma oscilação estatística. Mas há a hipótese de que parte dos eleitores descontentes que iriam anular o voto optaram por votar no tucano. 

O Ibope ouviu 3.010 eleitores em 206 municípios nos dias 24 e 25 de outubro e a margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01195/2014.

Datafolha
A pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (25) mostrou que a eleição chega ao final com uma disputa bastante acirrada. Dilma apareceu com 52% dos votos válidos, contra 48% de Aécio, voltando a situação de empate técnico. O instituto realizou a pesquisa entre os dias 24 e 25 com 19.956 eleitores. 

O resultado mostra os candidatos em situação de empate técnico no limite da margem de erro, que é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Na pesquisa anterior, o Datafolha mostrava Dilma com 53% das intenções de votos válidos, contra 47% de Aécio.

Considerando os votos totais, a última pesquisa do segundo turno mostra Dilma com 47% frente à 43% de Aécio. Brancos e nulos somaram 5%. Outros 5% não sabem em quem votar.

O instituto também pesquisou as taxas de rejeição dos candidatos. Aécio é rejeitado por 41% dos entrevistados, enquanto Dilma, por 38%. 

O nível de confiança da pesquisa é de 95% e foi encomendada pela Folha e TV Globo. O registro do levantamento é BR-1210/2014 e está no TSE (Tribunal Superior Eleitoral). 

Sensus
pesquisa IstoÉ/Sensus , que entrevistou dois mil eleitores de 24 Estados, mostrou que Aécio soma 52,1% dos votos válidos, contra 47,9% da presidenta Dilma, uma diferença de 4,2 pontos percentuais, o equivalente a 5,8 milhões de eleitores e consolidaria a liderança do tucano a um dia da eleição. Na pesquisa anterior, ele possuía 9 pontos de dianteira em relação a Dilma. Se for considerado o número total de votos, Aécio aparece com 45,7% e Dilma com 42%.  

A pesquisa realizada em cinco regiões do País e em 136 municípios revela que o índice de rejeição à candidatura da petista Dilma Rousseff permanece bastante elevado – 42,5% dos eleitores afirmaram que não votariam na presidenta de forma alguma. A rejeição a Aécio é de 35,3%. A taxa de rejeição, segundo Ricardo Guedes, diretor do instituto, indica a capacidade de crescimento dos candidatos e, quanto maior a rejeição, menor a possibilidade de ascensão.   

Vox Populi
O Vox Populi revelou a sua última pesquisa antes do segundo turno, com Dilma Rousseff (PT) apresentando 48% dos votos totais e Aécio Neves (PSDB), com 41%. A vantagem de Dilma sobre Aécio passou de três para sete pontos percentuais, já que no último levantamento a petista aparecia com 46% e o tucano, 43%.

Assim, a pesquisa de hoje é a primeira do instituto em que Dilma aparece na frente fora da margem de erro. Votos brancos e nulos somam 5%, enquanto outros 5% dos entrevistados não souberam ou não responderam.

Considerando apenas os votos válidos — que exclui brancos, nulos e eleitores indecisos —, Dilma passou de 52% para 54% na pesquisa atual, enquanto Aécio caiu de 48% para 46%.

 O Vox Populi fez pesquisa com 2 mil eleitores neste sábado. O número de protocolo é BR-01185/2014


 

Contato