Em mercados / politica

Governo inicia reforma política e Silas Rondeau assume Minas e Energia

Rondeau, até então presidente da Eletrobrás, não deve prejudicar o andamento da implementação do novo modelo do setor elétrico

v class="show-for-large id-0 cm-clear float-left cm-mg-40-r cm-mg-20-b" data-show="desktop" data-widgetid="0" style="">
SÃO PAULO - Confirmando o início da reforma política, o porta-voz da Presidência da República, André Singer, anunciou, no início da tarde desta quarta-feira, os novos ministros de Minas e Energia, Saúde e Comunicações.

Para substituir a ministra Dilma Rousseff em Minas e Energia, agora na Casa Civil, foi confirmado o nome de Silas Rondeau, atual presidente da Eletrobrás. Para a pasta da Saúde, o convidado é o deputado José Saraiva Felipe (PMDB-MG) e, para as Comunicações, o senador Hélio Costa (PMDB-MG).

O processo faz para do plano político do presidente Lula de aproximar o PMDB do governo, concedendo maior espaço para este partido no seu governo, delegando cargos de maior destaque e importância no cenário nacional.

Setor elétrico e Rondeau
Para o mercado, o nome de Silas Rondeau não deve prejudicar o andamento da implementação do novo modelo do setor elétrico. Entretanto, as incertezas em relação à Eletrobrás aumentam, pois não se sabe ainda quem será seu substituto.

Rondeau é considerado um técnico no setor de energia por ser especializado em linhas de transmissão pela UFRJ, além de ter sido presidente das distribuidoras de energia de Manaus e do Amazonas e da geradora Eletronorte, antes te ter assumido em 2003 a presidência da Eletrobrás.

 

Contato