AO VIVO Por Dentro dos Resultados - Cielo (CIEL3): conheça os detalhes do resultado da empresa em 2020 em entrevista com CEO

Por Dentro dos Resultados - Cielo (CIEL3): conheça os detalhes do resultado da empresa em 2020 em entrevista com CEO

Perspectivas

PIB, reunião da Opep e relatório de emprego nos EUA: o que acompanhar na próxima semana

Tudo que o investidor precisa saber antes de operar na semana

SÃO PAULO – Com o mês caminhando para se encerrar com forte alta tanto na bolsa brasileira quando no exterior, após semanas de boas notícias em relação às vacinas contra o novo coronavírus, agora os investidores ficam de olho à agenda de indicadores, que será bem movimentada na próxima semana.

Em destaque logo na segunda-feira (30) acontece a reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), em um encontro de dois dias para decidir se vai prosseguir com o aumento da produção de 1,9 milhão de barris por dia programado para janeiro.

O grupo de 23 países e liderado pela Arábia Saudita e Rússia sinalizou que está inclinado a estender a medida. Mesmo assim, os investidores irão olhar atentamente para a reunião, principalmente pelo momento de forte alta do petróleo diante da expectativa de retomada das economias com a chegada da vacina.

Ainda na segunda, acontece também o Petrobras Day, em que a estatal brasileira pode apresentar mais detalhes sobre o cronograma de suas plataformas, além de projeções de fluxo de caixa e de economia de despesas e outras novidades.

No campo político a semana também começa agitada, com os reflexos do segundo turno das eleições municipais, que apesar de já terem sido definidas em muitas localidades, terá seu resultado final para cidades importantes como São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre.

Indicadores

Ainda na noite de domingo saem alguns dados importantes na China e que podem mexer com o mercado no começo da semana. Um dos principais é o PMI de manufatura, que segundo dados compilados pela Refinitiv deve ter leve avanço de 51,5 pontos, contra 51,4 pontos no mês anterior.

Já na noite de segunda, sai o PMI Caixin da China, que, por sua vez, deve ter leve recuo de 53,6 para 53,5 pontos, segundo os dados da Refinitiv.

Na quarta-feira (2) as atenções se voltam para o Brasil, com a inflação medida pelo IPC-Fipe e também com a produção industrial, dado importante para acompanhar como está o ritmo de recuperação da economia nacional.

E por falar nisso, no dia seguinte o grande destaque da agenda será o Produto Interno Bruto (PIB) do terceiro trimestre do Brasil. Segundo analistas consultados pela Refinitiv, o país deve mostrar crescimento de 9% no período, após uma queda recorde de 9,7% no trimestre anterior. Com isso, o acumulado de 12 meses deve ficar negativo em 3,5%.

PUBLICIDADE

Ainda na quinta, sai também o dado do PMI do Brasil, que também ajuda a complementar as informações para investidores e analistas entenderem o cenário atual do País.

Para fechar a semana, atenção especial nos Estados Unidos, com o relatório de emprego de novembro. Considerado um dos principais indicadores do país, ele compila diversos dados de emprego usados não só pelo Federal Reserve para tomar suas decisões sobre juros, mas também serve como uma prévia de como está a maior economia do mundo.

Para conferir a agenda completa de indicadores, clique aqui.

Invista no ativo com maior potencial de valorização: o seu conhecimento. Aproveite descontos de até R$ 1.319 nos cursos do InfoMoney e Xpeed – vagas limitadas!