Perspectivas

PIB dos EUA, movimento dos ADRs e China: o que acompanhar na próxima semana

Tudo que o investidor precisa saber antes de operar na semana

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Mesmo com o feriado prolongado de carnaval – que fará a bolsa voltar a operar apenas a partir das 13h de quarta-feira (26) -, a próxima semana terá uma bateria importante de indicadores no mundo. Enquanto isso, o dólar e o coronavírus seguem como pontos de atenção para o curto prazo no mercado.

Apesar da Bolsa ficar dois dias sem negociação, será importante o investidor ficar de olho no noticiário, principalmente por conta do movimento dos ADRs das empresas brasileiras negociados na bolsa de Nova York. A partir deles, é possível ter uma ideia do que pode acontecer com o mercado no retorno do feriado.

Aprenda a investir na bolsa

Em meio a tudo isso, o andamento do cenário externo entre segunda e terça também pode indicar o movimento do dólar, que nesta sexta-feira (21) chegou a superar R$ 4,40 pela primeira vez antes de voltar para R$ 4,38.

Segundo dados da Bloomberg, o real segue como a pior moeda de 2020, sendo que o Banco Central não tem demonstrado que irá impor um teto para a divisa, sendo que as atuações deverão ser pontuais e apenas quando houver um descolamento ou problema de liquidez.

Na agenda doméstica, o resultado fiscal de janeiro será destaque após a arrecadação de impostos do mês ter superado as estimativas. A semana contará ainda com dados de inflação do IGP-M de fevereiro, com expectativa de resultado levemente negativo, segundo a Bloomberg.

Por conta do feriado, a temporada de resultados será mais tranquila, com apenas três balanços de quarto trimestre, com destaque especial para a Ambev (ativo=ABEV3]), além de Marcopolo (POMO4) e AES Tietê (TIET11).

Agenda externa

Os próximos dias seguirão com olhar atento para a evolução do coronavírus, agora não só na China, já que tem aumentado o número de casos e mortes em outros países. Nos últimos dias surgiram notícias de que a epidemia estaria contida na China, mas o mercado segue tenso conforme a doença começa a se propagar com maior intensidade para países como Coreia do Sul e Japão.

Entre os indicadores, uma bateria importante de PIBs serão apresentados, em especial o dos Estados Unidos, além de Alemanha e México. Outros dados importantes dos próximos dias e que podem trazer mais sinais sobre os impactos do coronavírus são a produção industrial no Japão e PMI na China.

PUBLICIDADE

Nos próximos dias ocorrem ainda discursos do vice-presidente do Federal Reserve, Richard Clarida, e da presidente do Banco Central Europeu, Cristine Lagarde. A agenda externa ainda inclui reunião na China para avaliar adiamento do Congresso Nacional do Povo e o encontro de ministro de Finanças do G20 na Arábia Saudita entre dias 22 e 23.

Clique aqui para conferir a agenda completa de indicadores e resultados.

Seja sócio das melhores empresas da Bolsa: abra uma conta na Clear com taxa ZERO para corretagem de ações