Investigações

PF lança operação sobre potencial fraude no BB Consórcios, do Banco do Brasil (BBAS3)

O BB disse em nota que, assim que identificou irregularidades no BB Consórcios, informou às autoridades policiais, que iniciaram investigações

Por  Reuters

SÃO PAULO, 6 Abr (Reuters) – A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quarta-feira uma operação para investigar possível gestão fraudulenta no BB Consórcios, unidade do Banco do Brasil (BBAS3).

O Banco do Brasil disse em nota que assim que identificou irregularidades no BB Consórcios informou às autoridades policiais, que iniciaram as investigações. O banco também afirmou que continua contribuindo com as investigações.

Cerca de 20 policiais federais cumprem oito mandados de busca e apreensão nos Estados de São Paulo, Paraná e no Distrito Federal como parte da chamada Operação Consórcio 200, afirmou a PF em comunicado à imprensa.

O inquérito foi instaurado em 2021, após o próprio Banco do Brasil encaminhar notícia crime com um resultado de uma auditoria de duas operações de consórcio, no valor de 100 milhões de reais, segundo a PF.

As operações foram aprovadas como consórcio de veículos, mas teriam sido utilizadas para outros fins.

A PF diz que o pagamento não foi executado regularmente, o que obrigou o Banco do Brasil a cobrir parte considerável do contrato.

A operação financeira pode ser caracterizada como gestão fraudulenta, o que pode gerar pena com prisão de três a 12 anos e multa, enquanto o uso do produto, após a análise das quebras de sigilo fiscal e financeiro, pode conduzir também ao crime de lavagem de dinheiro, de acordo com o comunicado.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe