Operação

PF deflagra nova Operação Janus que mira Odebrecht e sobrinho de Lula

A investigação foi inicialmente instaurada para apurar suposto tráfico de influência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para beneficiar a Odebrecht , se ampliou e resultou na operação de hoje

SÃO PAULO – A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (20) a Operação Janus. Todas as medidas judiciais estão sendo cumpridas em Santos (SP) e São Paulo, e no total, são quatro mandados de busca e apreensão, duas conduções coercitivas e cinco intimações.

Segundo a Polícia Federal, o objetivo da investigação é verificar se contratos da Odebrecht com uma empresa do ramo de construção civil em nome de parentes de um ex-agente público foram utilizados para o pagamento de vantagens indevidas. 

A investigação foi inicialmente instaurada para apurar suposto tráfico de influência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para beneficiar a empreiteira, se ampliou e resultou na operação de hoje. Segundo diversos veículos de mídia, Lula não é alvo direto da operação, mas sim pessoas ligadas ao ex-presidente. Uma dessas, informam jornais, seria o sobrinho do petista Taiguara Rodrigues dos Santos, que é alvo de condução coercitiva. Ele é filho do irmão da primeira mulher do ex-presidente.

A Polícia Federal investiga agora a prática dos crimes de Tráfico de Influência e Lavagem de Dinheiro, previstos, respectivamente, no art. 332 do Código Penal e no art. 1º da Lei 9613/98.

O nome da operação é uma referência ao Deus romano Janus (ou Jano). A menção à divindade latina de duas faces, que olha ao mesmo tempo para o passado e para o futuro, quer mostrar como deve ser realizado o trabalho policial.

(Com Agência Brasil)