Novos rumos

Petrobras planeja cortar exportações de olho em demanda interna

Ainda assim, os planos de exportação de petróleo da Petrobras podem mudar se o país enfrentar uma segunda onda de coronavírus

Gas and gasoline getting more expensive
Aprenda a investir na bolsa

(Bloomberg) — O Brasil deve reduzir pela metade as exportações de petróleo em dezembro diante da flexibilização das restrições contra o coronavírus com a chegada do verão, que tende a aumentar o consumo de combustíveis no país.

A Petrobras (PETR3;PETR4) espera que as exportações de petróleo em dezembro fiquem entre 40% e 50% abaixo da média do ano, segundo pessoas a par da situação, que falaram sob anonimato.

Mais petróleo deve ser processado em suas 13 refinarias no país após a reabertura de shoppings, bares e restaurantes, disse a empresa em comunicado por e-mail.

Aprenda a investir na bolsa

Em São Paulo, cinemas, museus, academias e salões de beleza reabriram com taxas de ocupação de 60%. A cidade está na fase 4 de um plano de 5 etapas para reabrir a economia. A demanda por combustíveis para transporte rodoviário no país corresponde agora a 96,1% dos níveis pré-pandemia e deve continuar crescendo com o início das férias escolares em meados de dezembro até o fim de janeiro. A demanda por diesel tem ficado acima dos níveis pré-pandemia nos últimos quatro meses.

Ainda assim, os planos de exportação de petróleo da Petrobras podem mudar se o país enfrentar uma segunda onda de coronavírus que reduza o consumo doméstico de combustíveis.

O Brasil tem o terceiro maior número de casos do mundo, mas, na semana passada, a taxa de infecções aumentou no ritmo mais lento desde maio, de acordo com dados coletados pela Universidade Johns Hopkins e Bloomberg News.

InfoMoney premia as melhores empresas da Bolsa em 2020; confira a programação completa da premiação e inscreva-se, gratuitamente, para participar do evento.