Petrobras (PETR4) vende fatia de campos na Bacia de Santos para Enauta (ENAT3) por até US$ 35 mi

Valor a ser recebido pela estatal com a operação é de até US$ 35 milhões

Felipe Moreira

Logotipo da Petrobras no prédio da sede da empresa no centro do Rio de Janeiro (Wagner Meier/Getty Images)

Publicidade

A Petrobras (PETR4) assinou, nesta quinta-feira (21), com a Enauta (ENAT3), contratos para a cessão da totalidade de sua participação nos campos de Uruguá e Tambaú, em águas profundas no pós-sal, localizados na Bacia de Santos.

O valor a ser recebido pela estatal com a operação é de até US$ 35 milhões, sendo US$ 3 milhões pagos na data de hoje, US$ 7 milhões a serem pagos no fechamento da transação e até US$ 25 milhões em pagamentos contingentes, a depender das cotações futuras do Brent e eventos relacionados ao desenvolvimento dos ativos.

“A decisão de cessão desses campos resulta de um processo de gestão ativa do portfólio da Petrobras, por meio do qual os diversos ativos são constantemente avaliados em linha com os direcionadores estratégicos mais atuais da companhia”, diz o fato relevante.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Os campos de Uruguá e Tambaú respondem por menos de 1% da produção operada pela Petrobras na Bacia de Santos.

“A transferência dos ativos para um novo operador representa uma alternativa ao seu
descomissionamento, com perspectiva de extensão de sua vida produtiva, ao mesmo tempo em que possibilita à Petrobras direcionar seus investimentos no segmento de E&P em ativos mais aderentes à estratégia da companhia, que envolve dentre outros a descarbonização crescente das operações”, acrescenta a estatal.